UFC 213

Salvador tem 713 novos empregos em abril; Bahia lidera no Nordeste

Salvador foi a quinta capital com maior saldo de empregos formais criados no mês de abril, com 713 postos de trabalho. São Paulo lidera o ranking com 3.977 empregos criados, seguido de Brasília (2.045); Belo Horizonte (1.748) e Cuiabá (914). Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia, vinculada à Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan).

Na Região Metropolitana de Salvador (RMS), apesar da criação de 1.098 novos postos de trabalho, o saldo foi negativo considerando o período entre janeiro e abril (-6.530). No interior do estado, foram 6.094 posições celetistas (contratados por CLT) em abril e um saldo positivo desde janeiro (8.685 postos).

Na Bahia, além de Salvador, se destacaram Itamaraju, no extremo sul do estado (1.305 postos criados) e Eunápolis (+1.087 postos). Entre as reduções, o maior número foi registrado em Simões Filho (-324 postos), Guanambi (-113 postos) e Ipirá (-108 postos). Considerando todo o estado, a Bahia lidera no Nordeste, com saldo de 7.912 novos postos criados – outro estado com saldo positivo foi o Piauí, com 225 novos empregos.

Entre os estados nordestinos com saldo negativo, a pior situação é a de Alagoas (-4.008 postos), seguido por Pernambuco (-1.169 postos), Maranhão (-1.159 postos), Rio Grande do Norte (-921 postos), Ceará (-675 postos), Paraíba (-532 postos) e Sergipe (-72 postos).

 

Veja também