Retirada de civis de Mariupol continua nesta sexta, diz vice-primeira-ministra

Vice-primeira-ministra ucraniana, Iryna Vereshchuk, usou o Facebook para fazer o comunicado

Tropas pró-Rússia disparam foguete durante conflito entre Ucrânia e Rússia perto da usina siderúrgica de Azovstal, na cidade ucraniana de Mariupol02/05/2022 REUTERS/Alexander Ermochenko

As autoridades ucranianas planejaram uma nova rodada para esvaziar a cidade sitiada Mariupol na sexta-feira, de acordo com a vice-primeira-ministra ucraniana, Iryna Vereshchuk.

“Amanhã, 6 de maio, ocorrerá uma ação para mover civis de Mariupol para Zaporizhzhia. Vamos nos reunir perto do shopping “Port City” por volta das 12h”, anunciou Vereshchuk em um post no Facebook na noite desta quinta-feira (5).

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, anunciou em seu discurso na quarta-feira (4) que as autoridades ucranianas conseguiram mover 344 pessoas da área de Mariupol.

O governo ucraniano está avançando com esforços para mover civis e soldados ainda presos na siderúrgica Azovstal, que o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, apontou como “o último reduto da resistência ucraniana em Mariupol”.

Cerca de 200 civis permanecem dentro de Azovstal, segundo informações, disse Pavlo Kyrylenko, chefe da administração militar do oblast de Donetsk.