NOVA BAHIA 2024

Novembro Azul: Governo do Estado promove maior mutirão de saúde do homem do país

750 homens, com idade a partir de 45 anos, realizam consultas e exames com urologistas no Hospital Roberto Santos

Foto: David Mendes/GOVBA

Não duraram mais que quatro horas, desde a primeira divulgação, para que todas as 750 vagas para o Mutirão de Saúde do Homem – com marcação prévia via internet – fossem preenchidas por homens com idade a partir dos 45 anos de idade.  O Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde (Sesab) e em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), ofertou 1,5 mil consultas com urologistas e exames de PSA (Antigénio Específico da Próstata), além de biópsias de próstatas, exames de urofluxometria, cistoscopia e estudo urodinâmico. A mobilização coletiva, realizada no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador –  unidade referência em urologia no Brasil – teve início nesta segunda-feira (13) e vai até terça (14).

“É o maior mutirão de saúde masculina já realizado no país. Estou muito satisfeito pela repercussão que esse mutirão está tendo, não só no sentido do diagnóstico e tratamento, mas, também, na conscientização do homem sobre a necessidade dele cuidar da própria saúde”, assegurou o presidente da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), Alfredo Caneline.

No total, 45 médicos urologistas voluntários da Bahia e de outros estados foram convocados pela Sesab e pela SBU para realizarem os atendimentos nos dois dias. “Novembro é o mês de lembrarmos a importância da saúde do homem. O câncer de próstata é a segunda maior causa de mortes entre os homens e precisamos trabalhar com a prevenção. Por isso, a importância de ajudar na resolutividade desses pacientes que, muitas vezes, demoram em buscar um diagnóstico ou tratamento”, afirmou a secretária de Saúde do Estado, Roberta Santana.

Além de promover a conscientização e alertar os homens da importância do diagnóstico precoce, o Estado, pioneiro com a implantação do hospital especializado na saúde do homem, promove uma ação integral de combate ao câncer de próstata. “O paciente começa aqui, tem um início, o meio e um fim. O paciente não ficará solto na rede”, explicou o diretor médico do HGRS, Osvaldo Neto. 

Segundo ele, que também é urologista, a ação é de atenção total à saúde do homem. “Além de promover a educação e a desmistificação, o Estado oferece um acolhimento ao homem e realiza os principais exames, que são o rastreio e o toque retal. Após 15 dias, esses pacientes serão convocados, caso haja alterações. Diagnosticado, será realizado uma biópsia de próstata e, uma vez positiva, esse paciente passará por uma cirurgia para combater o câncer ou será encaminhado para uma das unidades da Unacon [Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia] para realizar radioterapia, com acolhimento total”, informou Osvaldo.

O técnico de áudio Mário Cézar Alves, 50, morador do bairro da Pituba, na capital baiana, foi um dos que iniciaram a prevenção ao câncer de próstata. “Quando a gente chega em uma determinada idade, temos que deixar o preconceito de lado e procurar se cuidar, porque, se você não se cuidar agora, poderá ser pior depois”, defendeu.

Veja também

GOVERNO DA BAHIA