Homem tenta dar golpe em pai de PM e é preso em flagrante pelo filho no DF

Em entrevista ao Correio, o tenente Emerson Fábio contou que recebeu uma ligação da mãe desconfiada. O criminoso se passou por um funcionário do banco e foi até a residência da família para buscar o suposto cartão clonado

Um homem, de 30 anos, foi preso, nessa quarta-feira (27/4), em Vicente Pires, após tentar aplicar o golpe do cartão clonado no pai de um policial militar do Estado de Goiás. Em entrevista ao Correio, o 1º tenente Emerson Fábio da Silva, filho da vítima e responsável pela prisão do estelionatário, deu detalhes do ocorrido. Vídeo obtido pela reportagem mostra o momento da abordagem do PM.

O policial, que é subcomandante da 36ª Companhia de Policiamento Especializado (CIPM) de Padre Bernardo, relatou que recebeu uma ligação da mãe no começo da tarde. No telefone, uma mulher se apresentou como “auditoria do banco” e informou que o cartão do pai do policial havia sido clonado e que criminosos teriam feito uma compra numa loja de Porto Alegre (RS).

Ainda em ligação, a mulher afirmou que um “funcionário do banco” iria até a casa deles buscar os cartões para levar ao banco. Posteriormente, as vítimas deveria preencher uma carta e assinar, informando que não haviam comprado qualquer coisa. “Minha mãe desconfiou e me ligou dizendo que esse funcionário chegaria em casa em 18 minutos. Eu cheguei antes, e como já conhecia esse golpe alertei o meu pai, que relutou em admitir se tratar de um golpe”, detalhou o tenente.

Criminoso usou documento falso para atrair as vítimas
Homem usou documento falso para atrair as vítimas(foto: Material cedido ao Correio)

O policial e os pais aguardaram pela chegada do falso funcionário. No momento em que o homem chegou, Fábio deu volta pelo carro, pegou a algema e abordou o suspeito. “Rendi ele e determinei que ele deitasse no chão. Em seguida, o algemei e chamei o apoio policial para conduzi-lo à delegacia”, contou. O homem foi preso e conduzido à 8ª Delegacia de Polícia (Estrutural).

Segundo as investigações, o autor é residente do Rio de Janeiro, mas estava no DF com comparsas para aplicar golpes.

EU VÍI A EDUCAÇÃO GANHAR UM INVESTIMENTO RECORDE