Boris Johnson renuncia como primeiro-ministro do Reino Unido

Premiê britânico manterá governo interino e permanecerá no cargo até a eleição de novo líder; anúncio ocorre em meio a escândalos e renúncia coletiva de mais de 50 membros do governo

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou, nesta quinta-feira (7), a sua renúncia à posição de líder do Partido Conservador, após uma série de escândalos e renúncia coletiva de mais de 50 membros do governo.

Boris pretende permanecer no cargo de premiê até o outono no Hemisfério Norte, para que os conservadores tenham tempo de eleger um novo líder para o suceder.

“É claro agora que deve haver um novo líder do Partido Conservador e, assim, um novo primeiro-ministro”, disse Boris Johnson.

“Eu vou servir até que um novo líder assuma”, acrescentou.

Primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, faz pronunciamento anunciando sua renúncia ao cargo. / Leon Neal/Getty Images

O premiê disse que um cronograma deve ser detalhado na próxima semana, e o processo de escolha de um próximo líder começa agora.

Boris Johnson afirmou que irá dar apoio ao novo líder a ser decidido. “Ao público, sei que muitos estarão aliviados. Estou triste por estar entregando o melhor emprego no mundo”, disse.

“A razão de eu ter lutado tanto é porque eu senti que era meu dever. Estou imensamente orgulhoso de minhas conquistas”, acrescentou.