Águia de Haia: Justiça bloqueia R$ 12 milhões de Angela Sousa, Ubaldino e mais 10

A Justiça Federal determinou o bloqueio de bens de cerca de R$ 12 milhões de 12 réus da Operação Águia de Haia, entre eles, os deputados estaduais Carlos Ubaldino de Santana e Ângela Sousa, ambos do PSD, por envolvimento em fraude a licitações e desvio de recursos no município de Buerarema.

Além deles, também estão impedidos de movimentar bens os ex-prefeitos de Ruy Barbosa e de Buerarema, José Bonifácio Marques Dourado e Mardes Lima Monteiro, respectivamente, e outros agentes públicos.

A decisão judicial acatou o pedido do Ministério Público Federal que, na Operação Águia de Haia, apontou que houve fraudes na contratação de serviços educacionais voltados à implantação e utilização de tecnologias de informação para a Secretaria de Educação e unidades escolares do município.

As apurações do MPF comprovaram que a licitação foi fraudada, por meio da simulação do certame. Segundo os investigadores, os deputados utilizavam os mandatos para divulgar a atuação das empresas da organização criminosa e aliciava prefeitos para aderirem ao esquema. Em contrapartida, recebiam valores indevidos diretamente ou por meio de pessoas interpostas.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA