Vice de Trump se reúne com Temer para discutir casos de brasileiros separados nos EUA

Mike Pence vem ao Brasil para tratar ainda de sobretaxa dos EUA ao aço e alumínio e imigração venezuelana.

Mike Pence durante discurso na OEA em maio deste ano (Foto: Reuters/Kevin Lamarque)

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, será recebido nesta terça-feira (26) pelo presidente Michel Temer no Palácio do Planalto.

Pence tem previsão de chegar a Brasília por volta das 7h40. Além da capital federal, o roteiro do político americano inclui passagem por Manaus na quarta (27).

Segundo o Ministério das Relações Exteriores (MRE), Pence e Temer terão uma audiência e seguirão para um almoço no Palácio do Itamaraty, sede do ministério. Em seguida, eles devem fazer uma declaração à imprensa.

Conforme o Itamaraty, Temer e Pence discutirão diferentes assuntos na reunião, entre os quais:

  • Crianças brasileiras em abrigos nos EUA;
  • cooperação espacial
  • sobretaxa dos EUA ao aço e alumínio;
  • imigração venezuelana.

Em briefing a jornalistas realizado na segunda (25), o embaixador Fernando Simas Magalhães, subsecretário-geral de Assuntos Políticos Multilaterais, Europa e América do Norte, afirmou que a visita de Pence tem “importância alta” para o governo brasileiro.

O diplomata lembrou que é a primeira passagem do vice-presidente americano pelo Brasil desde a posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos, em janeiro de 2017.

“Esse é o contato de mais alto nível bilateral até o momento com o governo do Donald Trump”, disse Magalhães, que lembrou a presença de Temer em um jantar com Trump em setembro do ano passado, nos Estados Unidos.

A visita de Pence ao Brasil estava prevista para maio, porém foi adiada. À época, sua porta-voz informou que o vice-presidente pretendia se concentrar no encontro entre Trump e o líder norte-coreano Kim Jong-un.

Agenda de Pence em Brasília, segundo o MRE:

  • 7h40: previsão de chegada a Brasília
  • 12h: audiência com Temer no Palácio do Planalto
  • 13h: almoço no Palácio Itamaraty
  • 14h15: declaração à imprensa no Itamaraty

Pence vem a Brasília acompanhado da segunda-dama Karen Pence, cuja agenda nesta terça prevê visitas ao Espaço Israel Pinheiro e ao Santuário Dom Bosco, ambos em Brasília.

A separação de crianças brasileiras de suas famílias, em virtude da política de imigração dos Estados Unidos, é um dos temas que será debatido entre Temer e Pence.

“É um tema que consta da agenda, e é um tema cujo tratamento receberá uma atenção concreta e especial do presidente Michel Temer”, disse o embaixador Fernando Simas Magalhães a jornalistas.

O Brasil deve manifestar ao governo americano a preocupação em relação ao tratamento dado as famílias e as crianças. Ao blog da jornalista Andréia Sadi, o ministro Aloysio Nunes (Relações Exteriores) disse que o Brasil estima que 46 crianças foram separadas dos pais e enviadas a abrigos.

As crianças acabaram afetadas pela política de “tolerância zero” aos imigrantes ilegais colocada em prática pelo governo de Donald Trump, e que foi modificada na última quarta, quando ele decidiu que as famílias não serão mais separadas.

Cooperação espacial e base de Alcântara

O encontro entre Temer e Pence pode resultar em avanços na cooperação espacial entre Brasil e Estados Unidos para viabilizar, no futuro, o uso do Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão, para o lançamento de satélites.

Conforme o embaixador Fernando Simas Magalhães, os dois países discutem um “acordo de salvaguarda tecnológicas” que poderá permitir o uso da base de Alcântara, inclusive com viés comercial.

“O acordo de salvaguardas tecnológicas em si é um requisito para o eventual uso futuro da base de Alcântara se for o caso, se houver interesse, sobretudo das empresas”, disse.

O diplomata explicou que Alcântara desperta interesse em razão da localização, na linha do Equador, que permite lançar satélites com economia de carga.

“Se nós pudermos criar as condições comerciais para a utilização da base de Alcântara, nós vamos entrar em um filão de mercado extraordinário”, declarou.

Sobretaxa de aço e alumínio

Em março, Trump anunciou as restrições às importações de aço e alumínio de diversos países, a fim de proteger as indústrias de siderurgia e de alumínio americanas.

O governo brasileiro tentou ser incluído na lista de países que são exceção à medida, mas as negociações não prosperaram.

Venezuelanos e visita a Manaus

Segundo o embaixador Fernando Simas Magalhães, Temer e Pence também vão tratar sobre o fluxo migratório de venezuelanos. O Brasil é um dos principais destinos dos venezuelanos que deixam sua terra natal, assolada por crises econômica, social e política.

O diplomata afirmou que o Brasil defende uma saída “democrática” para a crise no país vizinho e um olhar “solidário” a problemas que incentivam o fluxo migratório, como desabastecimento e inflação alta na Venezuela.

O tema da imigração venezuelana seguirá na agenda do vice-presidente americano na quarta, quando ele irá a Manaus. Pence programou a visita a uma casa de acolhida, que recebe venezuelanos na cidade.

De acordo com o MRE, caso haja condições, o político americano ainda fará um sobrevoo na região da floresta amazônica. Ele tem previsão de seguir à tarde para o Equador, próximo destino de seu giro pela América do Sul.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA