GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Presidente da Câmara, que agrediu a própria filha, é preso pela polícia de Senhor do Bonfim

Rafaella disse: ‘Eu já saí da Bahia, e em relação para onde vou ainda não sei, não tenho como afirmar, mas é da minha vontade ficar bem longe’

O presidente da Câmara Municipal de Campo Formoso, vereador José Alberto de Carvalho (PSD), mais conhecido como Zé Lambão, foi preso nesta quinta-feira (16), por porte ilegal de arma de fogo. O político foi denunciado no último domingo (12), por agressão física e lesão corporal, cometidas contra a própria filha, Rafaella Carvalho, de 18 anos.

A jovem contou que o pai foi entregar o armamento no Complexo Policial de Senhor do Bonfim, por determinação judicial, expedida junto com a medida protetiva, que tem o objetivo de preservar a vida da denunciante.

“Estou fora da cidade e sei que ele foi preso no mesmo momento que ficaram prontos os meus exames de corpo de delito. Eu já saí da Bahia, e em relação para onde vou ainda não sei, não tenho como afirmar, mas é da minha vontade ficar bem longe”, desabafou Rafaella. De acordo com o delegado Felipe Neri, coordenador da 19ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Senhor do Bonfim), o resultado do exame comprovou a agressão.

Porte ilegal de arma de fogo e voz de prisão

Zé Lambão compareceu à delegacia de Campo Formoso, acompanhado de advogados e declarou que tinha autorização para portar  arma de fogo, informação desmentida após apuração da polícia. Na verdade, o vereador teria conseguido uma autorização para portar arma, em São Paulo e poderia usá-la somente no estado, porém levou a pistola para Campo Formoso, onde reside. A Polícia Civil já está apurando, junto ao Exército, como o vereador conseguiu autorização para ter a arma, já que responde por um homicídio.

Nesta quinta, José Carvalho se apresentou acompanhado de um advogado, na Delegacia de Senhor do Bonfim e disse ao delegado Felipe Neri, que a pistola estava no carro. Foi o suficiente para receber voz de prisão, por porte ilegal de arma de fogo.

O delegado informou que o vereador não deveria estar com a pistola, porque aguarda audiência de Júri por suspeita de matar um homem em 2016. A posse ilegal da arma foi descoberta durante a investigação do caso da agressão contra a própria filha. O vereador será transferido para Campo Formoso e fica agora à disposição da Justiça baiana.

Rafaella denunciou nas redes sociais, a agressão que sofreu durante uma reunião de família, fato publicado no último domingo (12). Na segunda-feira (13), ela registrou boletim de ocorrência, passou por exames de corpo de delito e pediu à Justiça uma medida protetiva de emergência.

Fonte: Bahia.ba

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia