CARNAVAL 2024

PF vai ouvir Garnier, Filipe Martins e todos citados na delação de Cid

Polícia Federal (PF) vai ouvir novamente todos os que foram citados na delação de Mauro Cid, inclusive Jair Bolsonaro

Vinícius Schmidt/Metrópole

Para checar a delação do ex-assessor de Jair Bolsonaro, Mauro Cid, a Polícia Federal (PF) vai ouvir todos os envolvidos nos fatos narrados por ele, inclusive os que já haviam dado depoimento antes.

Além do próprio ex-presidente, um dos que serão chamados a depor é Filipe Martins, assessor especial de Bolsonaro que, segundo Cid, teria levado a uma reunião uma minuta de projeto “autorizando” um golpe de Estado no Brasil.

O almirante de esquadra da Marinha Almir Garnier, que teria afirmado ao ex-presidente que suas tropas estariam prontas para responder à convocação de Bolsonaro, segundo Cid, também será ouvido no inquérito.

Cid contou que teve uma reunião com a cúpula das Forças Armadas e seus ministros mais próximos, que não resultou em uma proposta de golpe de Estado porque a ideia de intervenção militar não foi aceita por unanimidade, como revelaram os jornalistas Bela Megale e Aguirre Talento.

A PF está checando os elementos fornecidos por Cid para comprovar se o seu relato é confirmado por outras provas.

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA