Paraná Pesquisas: Saída de Doria aumenta diferença entre Lula e Bolsonaro

Foto: divulgação

Com a saída do ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB) da disputa a presidência, a vantagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aumento em relação ao presidente Jair Bolsonaro (PL). Em levantamento divulgado pelo Paraná Pesquisa, nesta quarta-feira (1), Lula atingiu 41,4% em cenário estimulado.

Em segundo consta Jair Bolsonaro com 35,3%, na sequência Ciro Gomes (PDT) com 7,7%, Simone Tebet (MDB) com 1,4%. Além deles foram mencionados André Janones (Avante), Luciano Bivar (União) com 0,9% e Pablo Marçal (PROS) com 0,8%. Entre os citados foram Vera Lúcia com 0,6%, Felipe Dávila (Novo) com 0,3% e Eymael (PDC) com 0,1%. Outros 3,2% não sabem ou não responderam e 6,9% votariam em branco ou nulo.

Mesmo com outros cenários estimualados, com menos candidatos nas opções, Lula sairia vitorioso. O menor percentual atingidido pelo ex-presidente foi de 41,6% das menções dos eleitores. O ex-presidente aparece em segundo lugar em todos os levantamentos feitos pela Paraná Pesquisas.

O levantamento atinge um grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de 2,2% para os resultados gerais. . A Paraná Pesquisas encontra-se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/22. De acordo com a Resolução-TSE nº. 23.600/2019, essa pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº BR-04618/2022.

AVALIAÇÃO DO ATUAL PRESIDENTE

A gestão do presidente Jair Bolsonaro é avaliada de forma negativa por 53,7% dos procurados pela pesquisa. Já outros 43% aprovam a gestão do atual chefe do executivo brasileiro e outro 3,3% não sabem ou não opinaram.

Bolsonaro atingiu o maior índice de avaliação de gestão, como “ótima”, citado por 13,4%, mais elevado desde novembro de 2021. A aprovação também foi a maior do período.