GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Olívia critica ausência de políticas públicas para mulheres chefes de família

A deputada estadual e pré-candidata à prefeitura de Salvador, Olívia Santana (PCdoB), afirma que é preciso discutir a sobrecarga que a mulher enfrenta em seu dia a dia, muitas vezes acumulando tripla jornada, entre elas a atividade doméstica.

“A tripla jornada sempre recai sobre a mulher. Temos que buscar a valorização do trabalho feminino, incentivar a criação de creches para que as mães possam deixar seus filhos”, enumerou a parlamentar, que preside a Comissão dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

Olívia Santana frisou que 43% das mulheres são chefes de família, mas não tem política pública para esta parcela população. “É preciso buscar geração de renda”, frisou, durante entrevista ao programa Isso é Bahia, na Rádio A TARDE FM, na manhã desta sexta-feira, 22.

Na corrida pela prefeitura da capital baiana, a deputada afirma que terá, entre suas metas, levar o olhar do Executivo para as comunidades da periferia. “Se eu tiver a oportunidade, de fato, de governar Salvador, quero ter um programa de governo de humanização das relações sociais, que pense estes espaços em que o nosso povo vive. Dá uma tristeza enorme ver que nossos bairros são noticiados do ponto de vista da violência”, contextualizou.

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia