MPF denuncia 23 pessoas ligadas à Telexfree por lavagem de mais de R$ 242 milhões

As ações referem-se a bens adquiridos, dissimulados e ocultados com recursos provenientes da atividade da Telexfree, tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos.

O Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF-ES) ajuizou mais oito denúncias na Justiça contra os sócios da Telexfree, Carlos Nataniel Wanzeler e Carlos Roberto Costa (foto abaixo), pelo crime de lavagem de dinheiro e evasão de dividas. Somados, os valores envolvidos na atividade criminosa ultrapassam os R$ 213 milhões.
As ações referem-se a bens adquiridos, dissimulados e ocultados com recursos provenientes da atividade da Telexfree, tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos. Foram denunciados, ainda, familiares dos sócios da empresa, bem como divulgadores.
Somente nos casos das empresas Agrofruta e Brasil Factoring foram mais de R$ 100 milhões em lavagem de dinheiro. Já a empresa IRN Participações e Empreendimentos, de Inocêncio Reis, captou em suas contas bancárias a quantia de R$ 65,5 milhões, tudo advindo da atividade da Telexfree. Já a família de Carlos Wanzeler, por exemplo, é acusada de evasão de divisas de mais de R$ 29 milhões, referentes apenas ao ano de 2013.
Fonte: Infomoney

 

 

Programa Estado Solidário