CARNAVAL 2024

Cid diz ter dado dinheiro da venda de relógios em mãos a Bolsonaro

Reportagem da revista Veja publicada na 5ª feira (14.set.2023) afirma o ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro (PL) Mauro Cid declarou à Polícia Federal que entregou “em mãos” ao ex-chefe do Executivo o dinheiro obtido com a venda de 2 relógios nos Estados Unidos.

Os 2 relógios, um da marca Rolex e o outro da marca Patek Philippe, são presentes de delegações estrangeiras a Bolsonaro. De acordo com a Polícia Federal, as duas peças foram vendidas nos Estados Unidos por US$ 68.000. O Rolex foi readquirido por Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro. Já o paradeiro do Patek Philippe é desconhecido.

De acordo com a Veja, Cid relatou à PF que:

  • o dinheiro da venda dos relógios foi depositado na conta de seu pai, o general da reserva Mauro Cesar Lourena Cid;
  • o dinheiro foi sacado em espécie e repassado “em mãos para ele [Bolsonaro]”;
  • Bolsonaro estaria “preocupado com a vida financeira” porque havia sido “condenado a pagar várias multas”.

Cid teria dito também que sabia que a venda poderia ser “imoral”, mas não “ilegal”.

A defesa de Bolsonaro afirmou em 18 de agosto de 2023 que “nunca recebeu valor em espécie de Cid referente à venda de nada”. O ex-presidente já havia dito no dia anterior (17.ago) que não “pegou dinheiro de ninguém”.

Cid diz ter dado dinheiro da venda de relógios em mãos a Bolsonaro© Fornecido por Poder360

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA