GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

BNDES tem lucro líquido de R$ 15 bilhões no primeiro semestre

Venda de ações impulsionou resultado; em balanço, banco informa ter transferido para r$ 75,9 bilhões ao Tesouro Nacional

O BNDES informou ter apurado um lucro líquido de R$ 5,3 bilhões no período de abril a junho deste ano, totalizando um  positivo de R$ 15,1 bilhões no semestre. O resultado no acumulado de janeiro a junho, de acordo com comunicado do banco foi impulsionado pela venda de ações de Vale e Klabin. Somente estas duas transações contribuíram com R$ 6 bilhões e R$ 1 bilhão, respectivamente. “Essas operações de desinvestimento seguem a estratégia de diminuir o risco da exposição da carteira de participações acionárias do banco”, afirma a direção do BNDES, na nota.

A instituição ressaltou ainda a realização de iniciativas novas, como o leilão do sistema de saneamento básico do Rio de Janeiro, em abril. “Ao realizar a primeira estruturação de debêntures, por exemplo, o banco investiu apenas 30% do capital total levantado pela usina térmica Gás Natural Açu, com uma alta demanda do mercado”, completa o banco.

Segundo o BNDES, a inadimplência acima de 90 dias oscilou de 0,01% em 31 de dezembro de 2020 para 0,19% em 30 de junho. O percentual é inferior à média do Sistema Financeiro Nacional (2,30% em 30 de junho de 2021).

O banco de fomento transferiu, no primeiro semestre deste ano, R$ 75,9 bilhões ao Tesouro Nacional. O montante é dividido em pagamentos antecipados (R$ 54,5 bilhões) e ordinários (R$ 8,2 bilhões), além de dividendos (R$ 4,9 bilhões) e tributos (R$ 8,3 bilhões).

Programa Estado Solidário