Bastidores do UFC 219: Cyborg diz que Holm é “mais difícil” do que Amanda

Campeã peso-pena é flagrada em diálogo com sua equipe após vencer americana e repete que não quer enfrentar compatriota, mas que aceita luta se for a vontade do Ultimate.

Cris Cyborg (esq.) não vai negar uma luta contra Amanda Nunes (dir.), mesmo sem querer enfrentá-la (Foto: Infografia )

Cris Cyborg prefere não ter que enfrentar sua compatriota Amanda Nunes, mas está aberta ao confronto, e acabou soltando uma leve espetada nos bastidores do UFC 219. O Ultimate divulgou na noite de quarta-feira uma prévia do mais novo episódio de sua série “The Thrill and the Agony”, que mostra os bastidores de seus maiores eventos, e o teaser de cerca de um minuto e meio termina com um diálogo em que a campeã peso-pena declara à sua equipe que avalia Holly Holm, a quem havia acabado de enfrentar, como “more tough” (que pode ser traduzido como “mais difícil” ou “mais dura”) que a atual campeã peso-galo.

– Eu não vou dizer não à luta (com Amanda). Eu vou dizer que não gostaria, porque somos brasileiras, mas se ela quiser me enfrentar e o UFC quiser… – diz Cyborg no início do diálogo, capturado quando ela e sua equipe caminhavam de volta ao vestiário.

– E esta é a verdade, a verdade é sempre o melhor caminho a se seguir – complementa Jason Parillo, seu treinador de boxe.

– Não sei, acho que ela não vai querer (lutar) depois dessa surra (que você deu na Holly) – acrescenta Tito Ortiz, treinador de wrestling da campeã peso-pena.

– Não, acho que a Holly é “more tough” (mais difícil ou mais dura) do que ela. A Holly é difícil – declara Cyborg.

O vídeo também destaca o diálogo de Khabib Nurmagomedov com o presidente do UFC, Dana White, logo após derrotar Edson Barboza por decisão unânime na co-luta principal. O russo diz que nunca “chorou” por atenção especial mesmo com sua esposa grávida, e garantiu que, sem lesões, “esmaga todos os pesos-leves”. Confira no vídeo abaixo (em inglês):

Fonte: Canal Combate
JIU JITSU FERNANDO MEIRA