Bandeira 2 vai ficar 43% mais cara em novembro

Aneel propôs subir de R$ 3,50 para R$ 5,00 o preço de 100 kWh no segundo patamar da bandeira vermelha.

O segundo patamar da bandeira vermelha nas contas de luz ficará 43% mais cara a partir de novembro. A proposta da Aneel é elevar de R$ 3,50 para R$ 5,00 a cobrança por cada 100 quilowatt-hora consumidos (kWh) no segundo patamar da bandeira.

A proposta entraria em vigor apenas em 2018, mas como o período de estiagem tem se estendido que o previsto inicialmente, a Aneel decidiu antecipar a mudança an bandeira para novembro e dezembro.

O dinheiro arrecadado com as bandeiras serve para que as concessionárias de energia possam pagar o custo da compra de energia. Esse descompasso ocorre porque o valor da energia está muito mais alto do que o previsto nas tarifas e no sistema de bandeiras, o que deve levar a reajustes anuais elevados em 2018.

Nessa nova proposta, a bandeira verde vai continuar da forma como está, sem taxa extra. Na bandeira amarela, a taxa extra será de R$ 1,00 a cada 100 kWh. Hoje, a bandeira amarela tem adicional de R$ 2,00 a cada 100 kWh.

Já no primeiro patamar da bandeira vermelha, o adicional será de R$ 3,00 a cada 100 kwh, mesmo valor do sistema atual, com mudanças apenas no segundo patamar da bandeira.