Vitória faz torcedor dormir tranquilo ao golear o Cruzeiro e se livrar do rebaixamento

Após 20 rodadas, Leão deixa a zona; manutenção da 16ª posição depende do resultado de dois rivais

David balançou a rede duas vezes contra o Cruzeiro, no Barradão (JEFFERSON PEIXOTO/ESTADÃO CONTEÚDO)

Com bandeiras, lanternas e sinalizadores, a torcida do Vitória coloriu a chegada do time ao Barradão. Na noite deste domingo (14), uma multidão de rubro-negros recepcionou o ônibus da delegação na entrada do estádio. A festa continuou na arquibancada com retribuição dentro das quatro linhas. Embalado pelo apoio da galera, o Leão não economizou energia, se impôs em campo e venceu o Cruzeiro por 3×0.

Diante de mais de 18 mil torcedores, o Vitória mostrou força e construiu o placar no primeiro tempo. O marcador foi aberto com a ajuda do adversário. Thiago anotou contra após apenas três minutos de bola rolando. Inspirado e contagiado com o apoio da arquibancada, David assinou os outros dois. No segundo tempo, o goleiro Lucas Arcanjo foi o principal destaque. Fechou as traves e não deixou que o adversário marcasse sequer o gol de honra.  

O Vitória não vencia o Cruzeiro no Barradão desde 2006. Com o resultado, a equipe comandada por Wagner Lopes deixou a zona de rebaixamento da Série B do Brasileiro após 20 rodadas seguidas dentro dela. O Leão somou 40 pontos e assumiu a 16ª posição na tabela. No entanto, a manutenção dessa colocação depende de tropeços de dois adversários. Para que o rubro-negro siga fora do Z4, é preciso que Brusque e Londrina não vençam seus jogos. 

As equipes catarinenses têm 38 pontos cada e entram em campo pela 36ª rodada da Série B na segunda-feira (15), às 16h. Na 17ª colocação, o Brusque recebe o CRB no estádio Augusto Bauer. O Londrina está em 18º lugar e enfrenta a Ponte Preta, no estádio do Café.

O jogo

O Vitória não economizou emoção. Com liberdade, Fabinho mandou o recado ao carimbar o travessão. O primeiro gol do jogo sairia logo depois, com apenas três minutos de bola rolando. Marcinho cobrou falta no lado esquerdo do campo, Thiago subiu para tentar cortar, mas acabou marcando contra: 1×0.

A torcida rubro-negra não demorou para comemorar outra vez. Aos sete minutos, Wallace fez bom lançamento para Roberto. O lateral esquerdo passou por Norberto e serviu David no meio da área. O atacante já chegou batendo e ampliou o marcador: 2×0.

O Cruzeiro tentou reagir com Thiago. Ele foi na linha de fundo, chutou cruzado e assustou o goleiro Lucas Arcanjo, que conseguiu fazer a defesa com um tapa. Na sequência, o Vitória retomou as ações com um chute forte de João Pedro, que passou perto da trave. Depois, o cabeceio de David parou nas mãos de Fábio.

O goleiro cruzeirense levou a melhor dessa vez, mas teve que buscar a bola no fundo da rede pouco depois. Aos 34 minutos, David tabelou com Alisson Santos e, de primeira, finalizou cruzado: 3×0. Artilheiro do time na temporada com 11 gols, o atacante comemorou com a torcida. 

Depois daí, as últimas investidas antes do intervalo foram do Cruzeiro, mas o goleiro Lucas Arcanjo levou a melhor em todas elas. Primeiro, ele pegou o aproveitamento de rebote de Giovanni. Na sequência, defendeu em dois tempos o chute de Felipe Augusto. Ainda ficou com a bola na finalização de Wellington Nem.

Programa Estado Solidário