Sindicatos vão vender botijões de gás por R$ 73 em protesto contra política de preços da Petrobras

A Federação Nacional dos Petroleiros, que reúne sindicatos de empregados da Petrobras, e o Observatório Social da Petrobras, organização de monitoramento da estatal que está associada à FNP, vão fazer ação para vender botijões de gás de cozinha a R$ 73 nesta quinta-feira (14), nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Amazonas.

A ação, batizada de “Dia Nacional do Gás a Preço sem PPI”, tem por objetivo fazer a crítica pública do PPI (Preço de Paridade de Importação), a política definida pelo governo para a Petrobras calcular o valor dos combustíveis no Brasil.

A metodologia do PPI leva em conta a cotação de referência do combustível no mercado global, o preço do frete para trazê-lo ao Brasil, o seguro da carga e até o Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM), tributo cobrado sobre a navegação.

O PPI deu sustentação ao mega-aumento anunciado pela companhia no início de março.

A Petrobras usa a referência internacional porque não consegue atender a toda a demanda nacional de combustíveis e importa parte do que vende ao mercado doméstico. Com a disparada do petróleo e a alta do dólar, sobretudo por causa da guerra da Rússia com a Ucrânia, os preços de combustíveis no Brasil ficaram ainda mais salgados.

Na ação, serão comercializados 850 botijões mais baratos para famílias carentes.

Na comparação com o último levantamento divulgado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o valor de R$ 73 chega a ser 51% menor do que o preço praticado no mercado.

Na semana de 3 a 9 de abril, segundo dados do órgão regulador, em alguns municípios de Santa Catarina, Mato Grosso, Rondônia e Pará, o botijão de 13 quilos de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), o gás de cozinha, era vendido a R$ 150.

O valor de R$ 73 do botijão de gás foi definido pelo Instituto Brasileiro de Estudos Políticos e Sociais (Ibeps), baseado em uma análise da estrutura real de custos da Petrobras, sem o PPI, e mantendo o lucro dos distribuidores, revendedores e da estatal.

“O preço sem PPI é necessário e possível de ser praticado. A atual estrutura de custos da Petrobras permite cobrar valores bem mais em conta para os brasileiros. O pré-sal nos deu grande quantidade de insumos a baixos custos, que podem ser transformados em combustível e GLP, graças ao nosso grande parque de refino”, afirma o economista Eric Gil Dantas, do OSP e do Ibeps.

A ação será realizada nas cidades paulistas de São José dos Campos, Cubatão e São Sebastião, no Rio de Janeiro (RJ), em Maceió (AL) e em Manaus (AM). As pessoas vão adquirir cupons, que darão direito à compra de uma unidade de botijão de gás. Para a retirada do botijão cheio é necessário entregar o recipiente vazio.

Veja abaixo os locais e horários das ações:

São José dos Campos (SP) – o cadastro para a ação terá início às 8h desta quinta-feira (14) e os botijões começam a ser distribuídos a partir das 10h, na Rua Fauze Dimas Lumumbá Gonçalves, 578, Jardim Santa Inês I.

Cubatão (SP) – para participar da ação é necessário fazer o cadastro nesta quarta-feira, dia 13, na sede da Associação dos Trabalhadores Desempregados, que fica na Rua Cidade de Pinhal, 68, Centro, em frente ao Bom Prato.

São Sebastião (SP) – toda a ação será na quinta-feira no bairro Topolândia, no depósito da Ultragaz, que fica na Rua José Machado Rosa, 12, esquina com Rua São Benedito.

Maceió (AL) – o cadastro, a entrega de cupons e venda de gás vão acontecer a partir das 9h desta quinta-feira (14), na Praça Cícero, próximo ao terminal de ônibus do Benedito Bentes. Serão comercializados 200 botijões.

Rio de Janeiro (RJ) – o cadastramento, a retirada do cupom e a compra do gás serão realizados na quinta-feira (14), a partir das 10h, na Comunidade Beira Rio, no Jardim América. Serão disponibilizados 100 botijões.

Manaus (AM) – o cadastro e a retirada do cupom devem ser feitos nesta quarta-feira, dia 13, a partir das 15h, no Bruno Gás, que fica na Rua Thomas Edson, 33, bairro Planalto. A venda do gás acontece na quinta-feira, a partir das 8h, neste mesmo local.

Fábio Zanini/Folhapress