Rui pede que moradores do extremo sul saiam de casa: Não é fácil, mas não esperem ficar pior

Governador frisou ainda que quem não tiver para onde ir, deve procurar a Defesa Civil

Foto: Reprodução/Secom

Em meio as enchentes que atingem o extremo sul da Bahia há alguns dias, o governador Rui Costa (PT) fez um apelo para que as pessoas que as pessoas que moram em áreas de risco saiam das suas casas.

“Recomendamos que as pessoas que moram em áreas de risco saiam desses locais e busquem regiões mais altas. Se não tem para onde ir, procure a Defesa Civil municipal. Nós estamos apoiando os Municípios para fornecer abrigos em espaços estaduais e enviando cestas básicas e colchões. Prefeitos me informaram que ainda há uma resistência muito grande de parte da população em deixar suas casas. Não é fácil, mas pedimos que não esperem a situação piorar. Não permaneçam próximas aos rios porque o volume de água ainda se manterá alto até o domingo”, recomendou Rui em suas redes sociais.

Ainda na publicação, Rui citou o caso de Jequié, que precisa de ações imediatas. “Alertamos ainda que o volume de água da Barragem da Pedra, em #Jequié, está subindo. Pedimos que toda a comunidade ribeirinha se desloque para locais mais altos. A Defesa Civil municipal está a postos para ajudar essas pessoas que precisam de deslocamento”, informou.

Após a força tarefa enviado para ajudar as cidades atingidas pela chuva as cidades atingidas, Rui Costa afirmou que já foram feitos os resgates de muitas pessoas doentes e mulheres grávidas. O governador disse ainda que o abastecimento de água foi interrompido na região do extremo sul, mais impactada pelos temporais.

A ação deve seguir de forma mais intensa até domingo (12), quando as chuvas devem ser amenizadas. Depois disso, o governo da Bahia se comprometeu em reconstruir as estradas e demais estruturas que tenham sofrido danos durante a tragédia.