Rui estima perda de R$ 2,5 bilhões com projeto do ICMS

O governador Rui Costa (PT) voltou a disparar contra o projeto que limita o a alíquota do ICMS dos combustíveis, que foi aprovado na Câmara dos deputados em votação final. O petista alertou os prefeitos e chefes de outros poderes para o impacto da medida nas contas públicas.

De acordo com o gestor baiano, só em 2022 – quando deve vigorar por aproximadamente seis meses -, haverá uma redução na arrecadação de R$ 2,5 bilhões nos cofres do Estado e de R$ 600 milhões no rateio do tributo para os municípios.

“É algo inacreditável. Você tem o orçamento em execução no município e no estado e alguém diz: olha, no meio do ano, corte porque eu vou tirar R$ 2,5 bilhões do seu orçamento. Vem para os municípios e diz vou tirar R$ 600 milhões de seu orçamento”, disse Rui, nesta quarta-feira (15), durante a inauguração da policlínica de Escada, em Salvador.

O governador Rui Costa ainda reforçou a previsão do senador Jaques Wagner sobre o possível impacto da redução do ICMS no custo dos combustíveis. “Daqui a 30 dias vocês mostram a foto (comparando os preços na bomba) e me diz que ganho o povo teve.”

Na próxima semana, Rui Costa deve se reunir com dirigentes da Assembleia Legislativa, Ministério Público do Estado e Tribunal de Justiça para detalhar o impacto desta perda no repasse aos outros poderes.