Esporão do calcâneo: como aliviar a dor em casa

Fonte: Google imagens

O esporão do calcâneo é um tipo de crescimento anormal do osso do calcanhar que ocorre devido ao estresse a longo prazo na fáscia plantar ( localizada na sola do pé) e nos músculos do pé. Ocorre especialmente em pessoas com excesso de peso e praticantes de atividades como  corridas, jogos de futebol e outras atividades que exijam bastante dos pés.

Normalmente uma pessoa com esporão não costuma sentir dor, mas muitas vezes problemas ortopédicos associados, como a fascite plantar, podem gerar dor e incômodo na região inferior do pé. A dor costuma ser mais intensa pela manhã, principalmente ao dar os primeiros passos após acordar.  A dor desaparece com o repouso, mas volta quando a pessoa realiza uma atividade que exija mais do pé.

O tratamento inclui medicamentos anti-inflamatórios, analgésicos e fisioterapia, sendo que pessoas que recebem o tratamento fisioterapêutico se recuperam  muito mais rápido e tem os custos do tratamento reduzido. Ao consultar-se com o fisioterapeuta, este irá traçar um plano de tratamento, que pode incluir terapia manual, exercícios de reabilitação, e outras técnicas necessárias. Um programa de exercícios domiciliares também poderá ser prescrito para ajudar no processo de recuperação.

A seguir, listamos 5 exercícios que podem ser feitos em casa para auxiliar no alívio da dor e tratamento. No entanto, ressaltamos que esses exercícios não excluem a necessidade de consultar-se com um profissional.

  1. Massagem com gelo
Fonte: Google imagens

Encha uma garrafa pet com água e coloque no congelador até a água virar gelo. Coloque a garrafa no chão, cubra com um pano fino e pise sobre ela. Massageie a planta do pé, rolando a garrafa para frente e para trás

2. Massagem com uma bola de tênis

Fonte: Google imagens

Pise em cima da bola com o meio do pé e vá fazendo movimentos para frente e para trás. Faça até sentir uma diminuição da tensão no local.

3. Alongamento da panturrilha na parede

Fonte: Google imagens

Faça logo ao acordar e ao longo do dia, 3x/dia.

Apoie-se com as mãos em uma parede, mantendo uma perna à frente com o joelho dobrado e a outra perna atrás com o joelho esticado e calcanhar no chão. Mantenha por 3m ou faça 6x de 30 segundos, com pequenas pausas.

4. Alongamento da panturrilha com tecido.

Fonte: Google imagens

Deite-se ou sente-se com a perna esticada e com ajuda de um tecido, cinto ou faixa, puxe a perna e o pé em direção à cabeça, mantendo o alongamento por 3 minutos ou mantenha por 30 segundos, faça uma pequena pausa e repita completando um total de 6 vezes.

5. Fortalecimento do pé com uma toalha

Fonte: Google imagens

Sente-se e coloque uma pequena tolha no chão. Agarre a toalha com os dedos do pé e tente amassa-la. Faça de 10 a 15x, dê um pequeno intervalo e repita mais duas vezes.

Embora esses exercícios possam ajudar, lembre-se que é ainda melhor prevenir do que tratar. Portanto, atente –se a essas dicas de prevenção:

  • Mantenha um peso saudável, afinal o excesso de peso pode causar maior estresse nos calcanhares ao caminhar ou correr. 
  • Certifique-se de que seus sapatos se encaixam corretamente e não têm saltos ou solas desgastadas.
  • Faça exercícios de aquecimento  antes de atividades que podem colocar muito estresse nos calcanhares e certificando-se de que você tem calçados esportivos adequados para a sua tarefa. 
  •  Evite andar descalço em superfícies duras,  irregulares ou com pedras, tanto quanto possível.  – Varie a inclinação ao caminhar ou correr em uma esteira, pois isso reduz o estresse no calcanhar. 
  • Varie a inclinação ao caminhar ou correr em uma esteira, pois isso reduz o estresse no calcanhar

Texto: Clara Almeida

Referências:

Hospital Sírio Libanês. Esporão de calcâneo não costuma causar dor no calcanhar. Disponível em: https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/sua-saude/Paginas/esporao-calcaneo-nao-costuma-causar-dor-calcanhar.aspx. Acesso em: 10 fev. 2019.

 FRASER, J. J.; GLAVIANO N. R.; HERTEL, J. Plantar Fasciitis:Will Physical Therapy Help My Foot Pain? J Orthop Sports Phys Ther , v. 47, n.2, 56, 2017. Disponível em:. doi:10.2519/jospt.2017.0501.  Acesso em: 11 fev 2019.

HERTILING, D.; KESSLER, R. M. Tratamento de distúrbios esqueléticos comuns: princípios e métodos de fisioterapia: 4ª ed. Barueri, SP: Editora Manole, 2009.

KWAME, E.;   KAIYUMA, A.  Heel pain: A systematic review. Chinese Journal of Traumatology, v.18, n. 3,  pg.164-169, June, 2015. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1008127515000437?via%3Dihub.Acesso em: 11 fev 2019. 

Clara Lúcia Santos de Almeida
Fisioterapeuta pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
Mestre em Ciências da Saúde pelo Programa de Pós em Enfermagem e Saúde
Pós graduada em Saúde ColetivaPós graduada em Fisioterapia Dermatofuncional
Formação nos métodos RPG, Pilates e Método François Soulier
Formanda em Osteopatia

Atendimentos:

Segunda a sexta: Fisiosuzuki (estética corporal e facial)

Terça: Climeg (RPG, quiropraxia, ventosaterapia e terapia manual, estética)

Quarta: Centro Odontomédico Dr Fernando Guedes (RPG, quiropraxia, ventosaterapia e terapia manual)