Rodoviários confirmam greve: Salvador amanhecerá sem ônibus nesta quarta

Os trabalhadores chegaram a propor uma redução na pedida de reajuste salarial para 3%, mas não houve proposta dos patrões e greve será deflagrada.

Em assembleia realizada na tarde desta terça-feira (22), os rodoviários decidiram pela pela paralisação a partir de 0h da quarta-feira (23). Segundo o presidente do sindicato da categoria, o vereador Helio Ferreira (PCdoB), não houve proposta por parte dos empresários.

“Fizemos o possível. Foram quase 60 dias de negociações. Cumprimos todos os ritos da greve. Mas não podemos chegar aqui e defender proposta de zero reajuste. O patronato não está levando nossa categoria a sério”, acrescentou o presidente. Além do reajuste de 6% nos salários, os rodoviários defendem o acréscimo de 10% do ticket de alimentação e manutenção das vagas dos cobradores nos coletivos.

Como a justiça determinou que 50% da frota esteja nas ruas nos horários de pico, mesmo com os profissionais em greve, Hélio explicou que a orientação será para que a decisão seja cumprida, mas com a chamada “catraca livre”, isto é, sem cobrança pela passagem.

Durante as negociações, o Sindicato dos Rodoviários propôs uma redução da pedida de reajuste salarial para 3%, mas a proposta não foi aceita pelos patrões.

 

Fonte: A Tarde
JIU JITSU FERNANDO MEIRA