NOVA BAHIA 2024

Repatriados de Gaza poderão ter acesso ao Bolsa Família e programas sociais

Grupo de 32 brasileiros e familiares passará duas noites em um alojamento na Base Área de Brasília

Imagem dos brasileiros repatriados de Gaza dentro de avião da FAB. foto: reprodução

Os resgatados da Faixa de Gaza que desembarcam na noite desta segunda-feira (13) no Brasil poderão solicitar a inclusão no Bolsa Família e outros programas de benefícios socioassistenciais, informou o Ministério do Desenvolvimento Social.

O grupo de 32 brasileiros e familiares passará duas noites em um alojamento na Base Área de Brasília, onde serão atendidos por assistentes sociais, além de receberem atendimento médico e psicológico.

Todos passarão por atendimento de regularização migratória e serão incluídos no Cadastro Único, que possibilita ser beneficiado pelos programas sociais do governo federal.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social, a inclusão nos programas de transferência de renda será a estratégia fundamental para a reinclusão social das famílias brasileiras repatriadas de Gaza.

A pasta destaca ainda que os repatriados têm direitos em condições de igualdade com os nacionais, podendo ser atendidos pelo Sistema Único de Assistência Social (SUAS) desde que atendidos os critérios.

O SUAS, informou o ministério, deve apoiar os brasileiros que chegarão de Gaza na reconstrução de vínculos e de possibilidades nos novos territórios, no fortalecimento de vínculos familiares e de redes de apoio e convívio social e na busca por autonomia, e no acesso a direitos.

“Já está acertado para que as pessoas que ficam inicialmente no alojamento da Base Área em Brasília sejam deslocadas para São Paulo, onde já tem uma área preparada com experiência para recepcionar e, a partir daí, a interiorização e em vários programas da área social. O Brasil tem uma experiência de recebimento em situações como essa e aqui de braços abertos nós vamos cuidar dessas pessoas que precisam muito”, disse o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias.

Dos 32 brasileiros e familiares que devem desembarcar no Brasil nesta segunda, a maioria ficará em São Paulo. Parte ficará na casa de parentes, e 12 pessoas que já perderam o vínculo no país ficarão em um abrigo localizado a cerca de duas horas do Aeroporto de Guarulhos.

Outros quatro ficarão em Brasília (DF), dois devem ir para Florianópolis (SC), um para Novo Hamburgo (RS) e outro para Cuiabá (MT).

O acolhimento do grupo de brasileiros e familiares repatriados da Faixa de Gaza terá o apoio de ministérios e agências da Organização das Nações Unidas (ONU). A coordenação da operação é do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Fonte: CNN Brasil

Veja também

GOVERNO DA BAHIA