Quiropraxia instrumental: Método francês de tratamento da dor chega à Gandu

Na última semana, o atleta de jiu jitsu Eduardo Robson, campeão mundial 2018, experimentou o método francês que é capaz de aliviar dores, eliminar bloqueios articulares e prevenir lesões. O atendimento foi realizado pela fisioterapeuta Clara Almeida, certificada internacional no método.

“É um tratamento global, indolor, capaz de reequilibrar o corpo de forma rápida e eficaz, sendo indicado para todas as idades. Durante a consulta, há uma avaliação minuciosa para direcionar quais partes do corpo precisam ser trabalhadas e então, é usado um pequeno aparelho que envia uma vibração às articulações”, explica a fisioterapeuta.

Aparelho mecânico da Quiropraxia instrumental

A fisioterapeuta também utilizou a técnica de ventosaterapia, que é indicada para alívio de dores, além de estimular a circulação e otimizar  o relaxamento e flexibilidade muscular.

A Quiropraxia Instrumental é indicada para problemas como:

  • Dores na coluna;
  • Dores articulares;
  • Dores musculares;
  • Dores de cabeça;
  • Bursites, tendinites;
  • Restrição de movimento;
  • Correção postural;
  • Prevenção e tratamento de lesões, inclusive as lesões decorrentes do esporte.

A consulta com o atleta Robson foi feita com fins preventivos, para melhorar a postura, aperfeiçoar a flexibilidade e aliviar as tensões e dores pós-competição.

Equilíbrio postural antes e depois

Flexibilidade antes e após as técnicas

Alinhamento no tamanho da perna e ajuste corporal

Quiropraxia Instrumental (Método François Soulier)

A fisioterapeuta também utilizou a técnica de ventosaterapia, que é indicada para alívio de dores, além de estimular a circulação e otimizar o relaxamento e flexibilidade muscular.

A fisioterapeuta ressalta que os resultados podem variar de pessoa para pessoa, de acordo com  a individualidade do organismo e problemas pré-existentes.

O atendimento está disponível nas clínicas  Climeg, Centro OM Dr. Fernando Guedes e Fisiosuzuki.

 

JIU JITSU FERNANDO MEIRA