Presidente diz que Câmara de Vitória da Conquista vai cobrar comprovação de vacinação para acesso às dependências

Na sessão da Câmara Municipal desta sexta-feira (3), o vereador Luís Carlos Dudé (MDB), presidente da Casa, anunciou que o órgão passará a exigir o ‘passaporte da vacina’ para acesso às dependências da instituição, ou o cartão de vacinação com a comprovação das duas doses vacinais contra a Covid-19.

Além disso, as demais medidas, já em curso, serão mantidas como a obrigatoriedade do uso de máscara, álcool e aferição de temperatura.

O parlamentar alertou para o surgimento da Ômicron, nova variante do coronavírus. Para ele, é uma demonstração de que a pandemia da Covid-19 não acabou. O presidente se posicionou fortemente contra a realização de grandes eventos públicos, como o carnaval e as festas de virada de ano, pois o momento pede cautela e esforço para preservar a vida das pessoas.

Dudé frisou que o Brasil já perdeu mais de 600 mil pessoas, vítimas da Covid-19, e lamentou a pressão de segmentos para a realização de festas. “Será que esse povo não tem consciência?”, indagou. Ele ainda criticou parcelas do Congresso Nacional que são contra investimentos em pesquisa científica.

Em sua fala, o vereador agradeceu as mensagens de melhoras para o seu irmão, hospitalizado recentemente.

Coronavírus em Vitória da Conquista

Vitória da Conquista registrou dez novos casos de Covid-19 nesta quinta-feira (2), de acordo com o boletim da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O total, desde o início da pandemia, é de 35.705 casos.

Não houve morte de conquistense nas últimas 24 horas e o número de óbitos permanece em 626.

São 35.003 pessoas recuperadas da doença e 76 casos ativos do vírus.

Há 479 casos suspeitos aguardando classificação final (investigação clínico-epidemiológico e/ou laboratorial).

Ocupação de leitos – Neste momento, 17 pessoas estão internadas na rede SUS de Vitória da Conquista. Desses, sete são pacientes do município, e dez de outras localidades. A ocupação dos 38 leitos clínicos está em 18,4%; enquanto os 29 leitos de UTI apresentam 34,5% de ocupação.