UFC

Nurmagomedov gruda em Edson Barboza, vence por pontos e pede Tony Ferguson

Russo manteve a invencibilidade com performance dominante sobre o brasileiro no co-evento principal do UFC 219. Ele agora conta com 25 vitórias em 25 lutas.

Khabib Nurmagomedov provou neste sábado porque leva o apelido de Águia. Mesmo depois de ficar quase um ano sem lutar, o russo mostrou condicionamento em dia e atacou o brasileiro Edson Barboza com toda a eficiência da ave predadora. Com uma visão apurada do adversário, anulou o jogo de Edson na longa distância e usou a sua força surpreendente para levar o brasileiro para o chão e não deixá-lo sair de lá durante os três rounds do combate. No final, saiu vencedor na decisão unânime (30-25, 30-25 e 30-24), em duelo válido pelo peso-leve (até 70kg), no co-evento principal do UFC 219, na madrugada deste sábado para domingo, acumulando agora 25 vitórias em 25 lutas na carreira.

– Quero agradecer a Deus. Meu filho nasceu hoje. Agora estou com 25-0. Sem lesão, posso enfrentar qualquer um. Posso lutar contra o Tony ou o Conor, não importa contra quem. Este cara (Edson Barboza) é um dos melhores trocadores do UFC e eu lutei com ele por 15 minutos. Podia tê-lo finalizado, mas queria sentir os 15 minutos inteiros porque não lutava há um ano. Eu não penso sobre esses dois babacas (Conor e Tony). Penso em mim. Quanto a minha próxima luta, o que você quer? Eu diria Tony Ferguson. Não acho que o McGregor voltará tão cedo porque ele tem que gastar o dinheiro que ele ganhou. Quando o dinheiro acabar, eu acho que ele vai voltar – declarou o russo, que após sair do octógono, quebrou o protocolo e foi até o assento de Dana White na arena conversar com o presidente do UFC.

Khabib Nurmagomedov não deu espaço para Edson Barboza no co-evento principal do UFC 219 (Foto: Getty Images)

A luta

Do outro lado do cage, o russo já provocava Edson antes mesmo da luta começar fazendo sinais de “acabou”. Edson entrou botando pressão. Acertou um chute baixo, batia e saia se movimentando rápido para evitar que Nurmagomedov conseguisse encurtar a distância e buscar a queda. Na primeira tentativa de Khabib de levar a luta para o solo, Edson defendeu a queda. Khabib insistiu, Edson defendeu novamente, e completou acertando chute baixo. Khabib avançou contra o brasileiro desferindo jab e cruzado e soltou uma joelhada voadora. Edson encostou na grade. Foi a deixa para Nurmagomedov botar a luta no chão. Ele trabalhou no ground and pound acertando o brasileiro de baixo para cima. Barboza se defendeu como pôde. Com as pernas, o russo segurava o rival no chão, e com as mãos pesadas martelava o rosto do atleta de Nova Friburgo. O russo continuou na posição até o final do round, acertando o corpo e o rosto de Barboza na meia guarda.

No segundo assalto, Edson voltou se movimentando novamente. Nurmagomedov passou a perseguir o brasileiro como se ele fosse uma presa. Acertou combinação de jab e cruzado, um chute alto e voltou a encurtar a distância, pressionando Barboza contra a grade. Khabib acertou um soco e foi para o single leg, insistindo até o brasileiro cair. Edson se levantou rapidamente, e, já demonstrando bastante cansaço, tentou reagir. Acertou um chute na perna do russo, mas acabou deixando Khabib levar a luta novamente para o solo. Grudado como um carrapato, Nurmagomedov golpeava o rosto e o corpo do brasileiro, sem deixar que ele conseguisse se soltar. O russo fez pressão por cima, na meia-guarda, Edson conseguiu repor a guarda, mas acabou não conseguindo escapar.

O último round começou com Edson tentando uma joelhada voadora, mas Khabib se apressou e, com uma força descomunal, pressionou o brasileiro contra a grade tentando novamente levar a luta para o solo. Com bom equilíbrio, o brasileiro se defendeu na grade e conseguiu escapar. Edson conectou um jab de esquerda, depois um chute rodado que acabou passando por cima da cabeça do adversário. Já bastante cansado, o brasileiro acabou deixando Khabib encurtar a distância e grudar novamente. Com a luta amarrada na grade, Edson se defendia como dava, mas Khabib travava a perna do brasileiro para golpeá-lo por cima. Perto do final do round, o brasileiro conseguiu se soltar, levando a torcida ao delírio, Khabib continuou perseguindo-o pelo cage. Ele desferiu alguns cruzados e Edson tentou um chute alto que passou de raspão. Mas já era tarde e o gongo já havia soado. Fim de luta.

Com o resultado de hoje, Barboza, que era o quarto colocado no ranking dos leves, agora tem 19 vitórias e cinco derrotas na carreira.

Por Evelyn Rodrigues, Marcelo Barone e Zeca Azevedo, Las Vegas | Combate

Veja também