‘Ninguém jogou a toalha’, diz Burse após derrota do Vitória para o Atlético-PR

Faltando apenas 3 jogos para o final do Campeonato, o time enfrenta o Cruzeiro no Mineirão na próxima quarta-feira (21)

Empacado na 18ª posição, os riscos do Vitória não permanecer na primeira divisão do Campeonato Brasileiro são grandes e após a derrota de 2 a 1 para o Atlético-PR em casa, o clima começou a preocupar os torcedores.

Para o João Burse, apesar do jogo difícil, o técnico garante que ninguém jogou a toalha e o time está confiante de que a permanência na Série A é uma certeza.

“Momento difícil, que a gente não queria estar passando. Realmente não fizemos um bom jogo. A equipe do Atlético-PR foi melhor hoje, e a gente tem que admitir isso. Tentamos fazer situações. Acho que a gente oscilou dentro do jogo. Em alguns momentos, equilibrou o jogo. Em outros momentos, a gente não conseguiu encaixar a marcação. É uma coisa que a gente tem que conversar entre a gente. E ainda faltam três jogos. O time ainda acredita. Nós todos acreditamos, porque a média de pontuação vai diminuir esse ano. E ninguém jogou a toalha não. O time está focado, concentrado. Sentiu, lógico. Está triste com o jogo que a gente fez hoje. Agora é conversar e resolver entre a gente, internamente, as situações que a gente achou que não funcionou. E ir para o próximo jogo”.

Faltando apenas 3 jogos para o final do Campeonato Brasileiro, o time enfrenta o Cruzeiro no Mineirão na próxima quarta-feira (21), sem Jeferson e Lucas Fernandes no elenco, que cumprem suspensão.

Burse afirma que apesar da dificuldade, o time esta em um momento de tranquilidade e aposta no triunfo.

“Momento de tranquilidade, apesar da dificuldade que está sendo esse campeonato, essa reta final, jogo atrás de jogo. Jogos difíceis que virão agora. Cruzeiro, Grêmio, Palmeiras… Conversar com os atletas, mostrar os vídeos, as situações que a gente vem errando. Não dá mais agora para ficar se lamentando. A gente tem que correr atrás e ir em busca do resultado, independente se faz tempo que não ganha. Agora tem que ganhar, porque a gente não tem outro caminho a seguir, senão o da vitória”.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA