Não basta ter amor só no nome’, diz diretoria do Bahia em carta

Após a confusão entre torcedores da Bamor e jogadores no Aeroporto de Salvador, o clube vai oferecer ingressos mais baratos para o Ba-Vi deste domingo: R$ 10 no setor superior da Arena.

A diretoria do Bahia publicou na manhã deste sábado (21) uma carta aos torcedores criticando as agressões sofridas por jogadores durante o desembarque do time nesta sexta-feira (20) no Aeroporto de Salvador e prometeu acionar a polícia.

Além dos socos e insultos ocorridos no saguão do terminal, torcedores teriam perseguido o carro do zagueiro Everson, atleta formado na base do Tricolor, cercado e danificado o veículo onde também estavam a esposa e o filho do jogador.

No texto, a direção do Esquadrão de Aço agradeceu aos “torcedores dos mais diversos cantos do país [que] enviaram mensagens de apoio ao clube, aos jogadores, e contrários aos incidentes” e enviou recado aos membros da torcida organizada Bamor, responsável pelo protesto de sexta: “Não basta ter amor só no nome. A paixão é provada nos gestos, nos atos”.

Como forma de “homenagear” os torcedores que não seriam a favor dos atos de violência contra o grupo, a direção resolveu baixar os preços dos ingressos para o clássico deste domingo (22) contra o Vitória. Vai cobrar R$ 10 pelos assentos no setor superior da Arena Fonte Nova.

Organizadas – A torcida organizada Bamor, do Bahia, e Os Imbatíveis, do Vitória, estão impedidas de entrar nos estádios por determinação do Ministério Público do Estado, após um episódio ocorrido na Baixa dos Sapateiros, no Centro Antigo, antes da realização de um Ba-Vi, no dia 18 de fevereiro.

Torcida única – Por medidas de segurança e por tempo indeterminado, desde o “Ba-Vi da vergonha”, todos os jogos entre os dois principais times do estado são disputados apenas com a presença da torcida do detentor do mando de campo.

Leia a carta na íntegra:

CARTA À NAÇÃO

(Sobre ontem, sobre hoje e sobre amanhã)

*

Essa vai para o verdadeiro torcedor do Bahia.

Você, que ama nosso clube de maneira incondicional.

A gente (funcionários, dirigentes, atletas) vai passar. O Esquadrão de Aço ficará.

Nas últimas horas, torcedores dos mais diversos cantos do país enviaram mensagens de apoio ao clube, aos jogadores, e contrários aos incidentes registrados na noite desta sexta-feira (20).

Vamos virar esse jogo a partir daí.

Não basta ter amor só no nome. A paixão é provada nos gestos, nos atos.

Para homenagear a verdadeira torcida tricolor – aquela que, vale dizer, também sabe protestar e cobrar -, o setor superior da Fonte Nova custará R$ 10 no Ba-Vi deste domingo (22), às 16h, pelo Brasileirão.

A venda promocional acontecerá na bilheteria do estádio, neste sábado (21), a partir das 14h.

Vamos jogar por vocês. Vamos jogar por Everson.

Ontem, após uma manifestação promovida por integrantes de torcida organizada no aeroporto de Salvador, que terminou em agressão contra dois atletas da nossa divisão de base, o zagueiro foi seguido quando se dirigia para casa, já em companhia da esposa e do filho, e enfrentou novos atos de violência.

A família teve o carro cercado e chutado, a maçaneta do veículo acabou sendo arrancada e o vidro da janela traseira estilhaçou em cima da criança.

Everson prestará queixa na segunda-feira (23), acompanhado do departamento jurídico do Esquadrão.

O clube também solicitou medidas enérgicas à Secretaria de Segurança Pública e adotará todas as providências necessárias para que os crimes cometidos sejam severamente punidos.

Mas agora o objetivo é o Ba-Vi. Foco total no Ba-Vi.

Seguimos concentrados na partida, importantíssima demais, demais. E cientes de que atitudes isoladas não representam a grande Nação Tricolor, famosa mesmo é por fazer a diferença nas arquibancadas.

Não será diferente amanhã.  #BBMP

BOLSA PRESENÇA

Veja também

SESAB