Moro segue em tendência de alta e já tem o dobro de Ciro

A mais recente pesquisa da Futura/Modal aponta que em menos de 30 dias na corrida presidencial o ex-juiz Sérgio Moro (Podemos) já aparece com o dobro de intenções de voto do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) que até então ocupava a terceira colocação e aparece neste levantamento na quarta posição, confirmando o resultado de outros institutos.

Marcado pelo discurso de anticorrupção, Moro ganhou bastante exposição midiática nas últimas duas semanas e no levantamento espontâneo o ex-juiz registra 4,7% das intenções de voto e 13,6% na pesquisa estimulada.

Enquanto isso, o pedetista tem 2,6% de espontânea e 7,5% na estimulada e ocupa o quarto lugar. Nas duas primeiras colocações aparecem o ex-presidente Lula (PT) na liderança com 32,6% contra 29,6% de Jair Bolsonaro na espontânea. No cenário estimulado, Lula tem 37% ante 30% de Bolsonaro.

Nos dados comparativos, Moro passa por oscilações nos meses em que ainda estava fora do cenário eleitoral. Contudo, no mês que o ex-ministro entrou de vez no mapa eleitoral o seu índice saiu 0,7% em julho para 4,7% no período atual. Já Ciro teve a porcentagem de Moro em agosto, mas ao longo dos meses seguintes suas intenções de voto vem caindo e hoje registra 2,6%.

Quando analisamos o cenário por renda familiar, Moro sempre fica acima de 10% em todas as faixas levantadas pela pesquisa, com destaque entre quem ganha acima de 10 salários onde suas intenções de voto vão 26,5%. Por sua vez, Ciro Gomes alcança seu melhor índice (13,1%) entre quem recebe de 5 a 10 salários. O pedetista registra seu pior índice entre os eleitores de baixa renda (5,9%).

Por ultimo e não menos importante, vamos aos números por região. Nesse cenário, o ex-presidente Lula se destaca com seus 53,1% das intenções de voto no Nordeste. Já Bolsonaro e Moro se saem melhor entre os eleitores do Sul com 38,9% e 17,2%, respectivamente. Assim como Lula, Ciro Gomes também se sai melhor no Nordeste, mas com intenções de voto que não chegam a 10%.

A pesquisa ouviu 2000 eleitores entre os dias 16 e 20 de novembro com margem de erro de dois pontos, para mais ou para menos, e nível de confiança de 95%. Clique aqui para baixar a pesquisa completa!

Programa Estado Solidário