Ministra garante apoio integral ao agronegócio da Bahia

MINISTRA-GARANTE-APOIO-A-BAHIA Ministra garante apoio integral ao agronegócio da Bahia

“Lucas, o Ministério (da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa) está aberto a tudo o que você precisar para ajudar a Bahia e o agronegócio baiano”. Foi com estas palavras que a ministra Tereza Cristina garantiu apoio irrestrito ao secretário da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura da Bahia (Seagri), Lucas Costa, para atender a todas as demandas que ele apresentar para solucionar os entraves que atrapalham o desenvolvimento econômico do setor no estado, além de garantir a disponibilização de recursos e estrutura para resolver as necessidades imediatas da pasta. 

Ela também parabenizou a Bahia por ter um muito bem preparado para o cargo e jovem secretário como Lucas Costa. O apoio público foi feito na última sexta-feira (31), na visita que ela fez no quarto dia da 15ª edição da Bahia Farm Show, a maior feira agrícola do Norte e Nordeste do Brasil, no município de Luís Eduardo Magalhães, no Oeste baiano. 

Além do secretário, foram convidados pela organização da feira a acompanhar a visita da ministra o Governador da Bahia, Rui Costa; o Governador do Tocantins, Mauro Carlesse; o ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues; e as comitivas dos dois estados, composta de demais secretários estaduais; deputados estaduais e federais.

Inovação e desenvolvimento do agronegócio

Em seu pronunciamento, o secretário da Seagri ressaltou a importância da parceria com o ministério e garantiu que irá buscar viabilizar ações que ajudem a superar gargalos que dificultam a produção agrícola e agropecuária no estado. Ele falou que a secretaria estará próxima do produtor rural e buscará atender às demandas das cadeias agroprodutivas a fim de garantir o desenvolvimento da agropecuária e do agronegócio baianos.

“O produtor rural é de fundamental importância para a economia estadual e nacional e é a atividade que mais gera riquezas para o país. O agro precisa ser bem compreendido pela sociedade, defendido e apoiado para continuar garantindo alimentos em quantidade e qualidade para o Brasil e o mundo, de forma sustentável”, afirmou Costa.

Ele falou sobre as parcerias de cooperação técnica e científica que a Seagri está firmando com as universidades, com o Centro Tecnológico da Agropecuária da Bahia (Cetab) e com a Fundação de Apoio à Pesquisa e Desenvolvimento do Oeste Baiano (Fundação BA) para capacitar o produtor rural. E ainda sobre o apoio a projetos de prefeituras, produtores, associações e e outras instituições de pesquisa geradoras de tecnologia agrícola para superar as barreiras que limitam a produção de alimentos e fibra, ealavancar ainda mais o desenvolvimento da agropecuária baiana.

 “Não existe produtor pequeno, o que não existe é produtor eficiente. Nós iremos difundir conhecimento e inovações tecnológicas no campo para melhorar o que temos, atender o que estão precisando, e buscar viabilizar ações que ajudem a superar os gargalos que limitam a produção de alimentos e fibras no estado”, explicou o secretário.

Além disso, ele contou aos agricultores, pecuaristas e produtores presentes no espaço do Complexo da Bahia Farm Show sobre o acordo de cooperação técnica firmado entre as Secretarias de Agricultura dos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia – região conhecida como Matopiba, considerada a última fronteira agrícola brasileira com possibilidade de expansão de terras a serem cultivadas com uma agricultura moderna, de alta produtividade e uso de tecnologia agrícolas, e sustentável – para facilitar o diálogo sobre as prioridades de decisão e execução de ações para as peculiaridades desta área. O Matopiba compreende a maior parte do estado do Maranhão, todo o território de Tocantins, o sudoeste do Piauí e o extremo oeste da Bahia, somando cerca de 73 milhões de hectares. Na região do Matopiba, situada 90% no cerrado, há uma realidade comum de conversão de diversas áreas de pecuária para a agricultura. Acontribuição da agropecuária é essencial para a economia dos quatro estados.

O secretário, que foi eleito recentemente vice-presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Estado de Agricultura (Conseagri) e representante dos estados do Nordeste, será o responsável por encaminhar ao presidente do conselho as principais necessidades do setor agrícola e agropecuário dos estados do Nordeste, e este fará as devidas tratativas diretamente com a ministra, Tereza Cristina.

Ascom Seagri

Fotos: Marcílio Menezes/Seagri

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE