Ministério Público vai investigar se há irregularidades em show de Gusttavo Lima, contratado por R$ 604 mil em Iguatu, no interior do Ceará

Cantor está envolvido em polêmica sobre valores de cachês por shows em três estados. Apresentação em Iguatu está marcada para o dia 15 de junho.

Show de Gusttavo Lima está prevista na programação do 6º Arraiá do Povo de Iguatu — Foto: Instagram/Reprodução

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) informou, nesta segunda-feira (6), que está acompanhando o caso do show do cantor Gusttavo Lima, que foi contratado por R$ 604 mil em Iguatu, município no interior do Ceará. O órgão ministerial disse ainda que abriu um procedimento para apurar se há irregularidades na realização do evento.

Alvo de polêmicas sobre cachês, o cantor está com show marcado para o próximo dia 15 de junho em Iguatu. Segundo a Procuradoria-Geral do município, até a última sexta-feira (3), a quantia ainda não tinha sido paga ao artista.

O sertanejo é uma das atrações confirmadas do aniversário de Magé (RJ), evento alvo de inquérito do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ). O órgão investiga supostas irregularidades a gastos firmados para a festividade; só para o show de Gusttavo Lima foi acordado pelo valor de R$ 1 milhão.

A Justiça também cancelou festa milionária de prefeitura na Bahia com participação de cantor, cujo cachê passaria de R$ 700 mil.

O artista está confirmado para o 6º Arraiá do Povo de Iguatu, que ocorre entre os dias 15 e 18 deste mês. O evento terá, ainda, apresentações dos artistas Wallas Arrais, Manuka Araújo, Zezé di Camargo e Luciano, Felipe Amorim e Felipão, além do Festival de Quadrilhas Juninas, com prêmios em dinheiro aos participantes.

O município tem 103.633 pessoas, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com PIB de R$ 1,69 bilhão.

Valor de R$ 604 mil por show de Gusttavo Lima foi firmado em contrato válido até 31 de dezembro de 2022. — Foto: Diário Oficial dos Municípios do Estado do Ceará/Reprodução