GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Mercado Livre cria 35 empregos por dia no Brasil, mostra estudo

2.343 foram contratadas pelo companhia no Brasil, com maior oferta pelo setor de logística.

A gigante de tecnologia e comércio eletrônico Mercado Livre criou por hora 35 empregos no Brasil em 2020, de forma direta e indireta. Em toda a América Latina, o número diário é de 148 postos.

O dado consta em estudo elaborado pela companhia em conjunto com a consultoria de consumo Euromonitor International, divulgado nesta 5ª feira (30.set.2021). Eis a apresentação (1 MB).

Ao todo, a companhia abriu 2.343 empregos no ano passado em todo o país. A maioria das vagas abertas (1.300) são ligadas ao setor de logística, segmento que o Mercado Livre vem investindo bastante nos últimos anos.

Segundo o estudo, isso tem um efeito multiplicador por 5 novos postos em negócios adjacentes. Dos novos empregos impulsionados na cadeia, 35.734 são sobretudo na logística marítima.

O presidente da empresa de tecnologia, Stelleo Tolda, informou que atualmente 90% da sua logística de entrega é feita pela própria companhia e 10% pelos Correios. Há 3 anos era o inverso: 90% era feita pelo estatal.

Os produtos comercializados pelo Mercado Livre representaram 4,9% de todo o varejo nacional no ano passado.

O número de produtos vendidos diariamente no país pelo sistema foi de 883.292, alta de 54,8% em relação a 2019.

O Mercado Livre já conta com 270 mil Pequenas e Médias Empresas cadastradas na plataforma de vendas. Isso representa 6% do total dessas empresas no país.

“O consumidor já viu o benefício da compra on-line”, afirmou o CEO da companhia.

Na frente de pagamentos, o Mercado Livre sinaliza que busca maior inclusão financeira dos pequenos negócios por meio do Mercado Pago.

O estudo aponta que 7 em cada 10 empresas que se enquadram nesse quesito utilizam os serviços financeiros da plataforma eaumentaram suas vendas.

“A gente está só no começo do mercado de crédito”, afirmou Julia Rueff, diretora sênior de Marketplace do Mercado Livre no Brasil.

Programa Estado Solidário