Marlon Moraes admite méritos de Raphael Assunção, mas avisa: “É a minha hora”

Friburguense espera conquistar chance de disputar o cinturão no UFC Fortaleza e promete honrar apelido de “Magic” em revanche.

No próximo sábado, Marlon Moraes e Raphael Assunção se enfrentam no evento principal do UFC Fortaleza para esclarecer quem é o desafiante número 1 do peso-galo na organização. Os dois vêm em bons momentos em suas carreiras: 11 vitórias em 12 lutas para Assunção, 16 vitórias em 17 lutas para Moraes. A única derrota do friburguense nesta sequência foi justamente para o pernambucano: no UFC 212, no Rio de Janeiro, em junho de 2017, os dois se enfrentaram na estreia de Marlon no Ultimate, e Assunção venceu por decisão dividida dos juízes.

Para o friburguense, a primeira luta entre os dois não foi suficiente para separá-los na corrida pelo “title shot”, mas ele reconhece que seu oponente tem méritos quando reclama que já devia ter lutado pelo cinturão.

– Com certeza não (deixou claro), foi uma luta muito estudada, e não ficou realmente muito claro quem venceu. Mas não estou reclamando, perdi, tenho mais uma luta agora, dia 2 de fevereiro a oportunidade está nas minhas mãos de fazer tudo diferente. Sinceramente, se ele estivesse lutando pelo cinturão, eu não teria como reclamar ou falar nada, porque ele venceu. Mas como ele não está, agora ele vai ter que me vencer, e eu sei que ele não vai (risos) – disse Moraes em entrevista exclusiva ao Combate.com.

Para a revanche, Marlon está confiante que conseguirá romper a defesa bem fechada de Assunção e fazer jus ao apelido de “Magic”, como fez em suas duas últimas lutas, vitórias por nocautes rápidos contra Aljamain Sterling e Jimmie Rivera.

– Vai sim (ter o Magic Marlon), com certeza, a gente está preparando um jogo bom. O Raphael é um grande atleta, mas esta é a minha hora de vencer e de ter a minha chance de lutar pelo cinturão. Estou mais preparado do que nunca – garantiu.

EDUARDO 'SNIPER' ROBSON