Lavagem do Bonfim mostra força do turismo religioso na Bahia

“Trata-se do grande destaque do ciclo de festas, que mobiliza os baianos e conquista turistas movidos pela fé”, afirma o secretário do Turismo, José Alves

Foto: Tatiana Azeviche

A singularidade da mais importante festa religiosa da Bahia, realizada desde o século 18, a Lavagem do Bonfim atraiu, mais uma vez, centenas de milhares de fiéis, baianos e turistas à Cidade Baixa, em Salvador, na manhã desta quinta-feira (11). “Trata-se do grande destaque do ciclo de festas, que mobiliza os baianos e conquista turistas movidos pela fé ou interesse em melhor conhecer essa manifestação que congrega as matrizes religiosas católica e afrobrasileira”, afirmou o secretário estadual do Turismo, José Alves, que integra a comitiva do governador Rui Costa no Cortejo .Logo cedo, ele acompanhou o ato ecumênico realizado em frente à Igreja da Conceição da Praia, e neste momento segue em caminhada de oito quilômetros até a Basílica do Senhor do Bonfim.

Reconhecida como Patrimônio Imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a festa acontece no momento em que é expressiva a presença dos visitantes na capital baiana e elevadas as taxas de ocupação hoteleira. “A Lavagem do Bonfim é um relevante atrativo a mais. Demonstra a importância do turismo religioso na Bahia, razão pela qual ganha ênfase durante as ações promocionais realizadas, durante o ano inteiro, pela Setur/Bahiatursa, no Brasil e no exterior”, enfatizou José Alves.

 

Fonte: Tribuna da Bahia
JIU JITSU FERNANDO MEIRA