Instituto Cabruca tem novo presidente e celebra uma década de atuação

O engenheiro agrônomo Thiago Guedes Viana é o novo presidente do Instituto Cabruca, ONG que completou este ano, 10 anos de atuação. A nomeação foi celebrada após Guedes ter seu nome indicado pelos sócios da entidade para ocupar a presidência da instituição. Com atuação há mais de nove anos no terceiro setor, o novo presidente se destaca na coordenação de programas e projetos de Sustentabilidade e Desenvolvimento Territorial. Durante sua primeira passagem pela ONG (2007 a 2014), Thiago ocupou a função de secretário executivo e colaborou na concepção e desenvolvimento dos principais programas e projetos institucionais.

O novo gestor recebe a tarefa de modernizar e fortalecer as parcerias com instituições e buscar cooperações sinérgicas que almejem resultados admirados em prol do meio ambiente e da melhoria das condições de vida da população. Para isso, o presidente alertou para a busca da integração e agregação dos valores na rede do cacau por meio de iniciativas inovadoras como compartilhamento das informações e reafirmou o compromisso da instituição na manutenção da credibilidade.

Um novo tempo

Ao tomar posse da presidência, Thiago Guedes ressaltou o compromisso em trabalhar com responsabilidade, constância e desafio dinâmico diante do cenário atual, onde emerge a pauta do desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação para o desenvolvimento da região cacaueira. “Estamos planejando inúmeras estratégias para o desenvolvimento de novos talentos profissionais, startups, criação de aplicativos mobile na área ambiental e agropecuária, dentre outras propostas para os próximos anos”, assegurou Thiago.

Árvores da Cabruca

O presidente informou também que será lançado, em breve, a terceira edição do “Programa Árvores da Cabruca”, programa institucional que homenageou em 2013, a maior árvore Jequitibá do Brasil, localizada no município de Camacan, no sul da Bahia e, em 2016, o maior Pau-Brasil, em Itamaraju, município localizado no extremo sul do Estado. “Logo no início do ano”, garantiu o presidente, “será divulgada a mais nova espécie que será destaque do programa em 2018”, concluiu.

Já o ex-presidente e fundador do Instituto Cabruca, Durval Libânio, comemorou a nova escolha e apontou para um momento de renovação e vigor na instituição. Segundo ele, Thiago tem força e competência para administrar, principalmente por conhecer o ideal e a essência da instituição. “É um jovem que conhece de fato a entidade, que reúne em sua trajetória, dedicação, respeito e realizações. Além disso, é atuante no que se propõe e promotor de boas causas. Certamente vai fazer um excelente mandato”, destaca Libânio. Durval deixou a presidência neste ano para assumir a função de Superintendente de Educação Profissional e Tecnológica do Estado da Bahia.

Curriculo

Thiago Guedes é natural de Itabuna na Bahia, é engenheiro Agronômo formado pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), com especialização em Gestão e Manejo Ambiental em Sistemas Florestais pela Universidade Federal de Lavras (UFLA), possui mestrado em Conservação da Biodiversidade e Sustentabilidade pelo Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ), Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade (ESCAS/UNICAMP) e é doutorando em Engenharia Industrial pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), além de membro da Rede de Tecnologia Limpa (TECLIM) pela Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), membro da Comissão de Produção Orgânica da Bahia – (CPOrg-BA) e foi secretário geral e conselheiro da Sociedade Brasileira de Sistemas Agroflorestais (SBSAF).

Para além disso, o novo diretor atua com Assistência Técnica e Extensão Rural, Agricultura Familiar, Agroecologia, Produção e Manejo Orgânico, Sistema Agroflorestal, Cabruca, Agroindudtrialização do Cacau – Chocolate, Políticas Públicas, Negócios Sustentáveis, Agricultura Sustentável, Certificação Socioambiental e Orgânica, Indicadores de Sustentabilidade e no Desenvolvimento de Sistemas e Aplicativos Mobile na área Ambiental e Agropecuária.

Uma década do Cabruca

Em outubro último a instituição completou 10 anos de existência. Ao longo destes anos, tem sido a sua missão, conservar e difundir o sistema cabruca e seu grande potencial para a produção de cacau, frutas, madeira certificada, sementes florestais, plantas ornamentais, fármacos, ecoturismo, água, estímulo ao sequestro de carbono e produção de chocolate. Além disso, estabeleceu parcerias duradouras que aderiram aos valores institucionais de compromisso, diálogo, transparência de tecnologia, inovação e vanguarda, valores que asseguraram a agenda do cacau.

Desde sua fundação, a entidade realizou diversos encontros, seminários e congressos, discutindo temas diversos, para a promoção da Agroecologia, Produção Orgânica, Sistema Agroflorestal, Beneficiamento de Amêndoas de Cacau, Produção de Chocolate e Desenvolvimento Territorial. A palavra cabruca deriva do verbo, “brocar” que, por sua vez, significa fazer buracos na mata para plantar o cacau. O Instituto Cabruca está localizado em Ilhéus e possui inúmeros projetos desenvolvidos nos estados Bahia, Pará e Espírito Santo, além da atuação no cenário internacional.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA