PIRAÍ DO NORTE

“Fora do jogo político”: Moro diz que não será candidato à presidência em 2022

Ex-ministro também criticou Augusto Aras e disse que o Bolsonaro ‘errou’ na nomeação para a Procuradoria-Geral da República (PGR)

Cotado para a corrida presidencial de 2022, o ex-ministro da Justiça e ex-juiz da Lava Jato, Sergio Moro , disse que está fora do “jogo político”. O magistrado participou de uma transmissão ao vivo realizada pelo jornal O Estado de S.Paulo . Ele também criticou  Augusto Aras e disse que o presidente  Jair Bolsonaro errou na nomeação para a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Ao ser perguntado sobre uma possível candidatura nas eleições de 2022, Moro disse que as especulações sobre sua participação no pleito são “fantasia”. Ele também afirmou que, após deixar o Ministério da Justiça, irá se dedicar ao “mundo privado”.

Entretanto, o magistrado disse que não irá deixar o debate público.”Eu não vou me abster de falar que nós devemos ser fiéis aos nossos princípios. E, entre os princípios essenciais para a nossa democracia são o combate à corrupção e o Estado de Direito. Ambos são essencialmente importantes.”, afirmou.

Moro também criticou o Procurador-Geral da República, Augusto Aras, dizendo que a falta de apoio do PGR ao trabalho dos demais procuradores é “realmente preocupante”. O ex-juiz disse  ainda que Bolsonaro errou ao ignora a lista tríplice e indicar Aras para a PGR.

“O Procurador-geral e o MP tem que atuar com autonomia. Eu acho, e não é uma crítica ao procurador, houve um erro ao presidente não escolher da lista tríplice. É um processo que dava mais segurança. Eventualmente, algumas ações tomadas pelo procurador vão sendo questionadas que talvez não fossem se o procurador tivesse sido escolhido na lista tríplice. O que se espera é que o procurador atue de maneira autonoma, sem interferência”, disse Moro.

Fonte: IG

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia