Feira: Justiça concede liminar para cooperativa fazer transporte alternativo

Foto: Reprodução / Acorda Cidade

Uma liminar da Justiça concedeu à Cooperativa de Transportes Alternativo de Passageiro do Alto do Peru, Fazenda Grande do Retiro, São Caetano, Pirajá e Castelo Branco (Cootafalg), com sede em Simões Filho, a permissão para atuar no transporte alternativo em Feira de Santana. Segundo apurou o Acorda Cidade, a empresa teria 190 vans explorando o sistema coletivo na cidade.

O presidente do sindicato dos rodoviários, Alberto Nery, disse ao site que estava surpreso com a quantidade de veículos rodando, já que duas outras empresas já atuam no sistema alternativo mediante licitação. Segundo ele, a prefeitura não foi oficialmente comunicada. “Apenas um desses motoristas que trabalha com a van, chegou na secretaria e entregou, então ela não tem efeito de que o poder público foi comunicado sobre a decisão”, justificou.

“De repente chega umas vans, por uma decisão judicial, sem ouvir a representação trabalhista, sem ouvir o poder público municipal e sem ouvir as empresas, inclusive, o poder público municipal não foi citado por oficial de justiça sobre essa decisão”, frisou Nery.

Os trabalhadores rodoviários do sistema de transporte urbano chegaram a cogitar a paralisação, por acreditar que a situação estaria ameaçando o emprego dos profissionais, mas a pedido da Secretária Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), que afirmou estar recorrendo da decisão. 

Conforme explicou o prefeito Colbert Martins ao site, a liminar foi concedida por um desembargador do Tribunal de Justiça, em Salvador. Na ação, a cooperativa justificou a solicitação por conta das “apreensões irregulares” de seus veículos, feitas pela administração municipal de Feira de Santana.