Estreia do programa eleitoral dá tom de campanha

Rui Costa decidiu apostar na força das redes sociais. Já Zé Ronaldo, na popularidade do prefeito ACM Neto.

Começou ontem a propaganda partidária obrigatória no rádio e na televisão dos candidatos ao governo da Bahia, Senado e deputados estaduais e federais. Como já era esperado, se destacaram as campanhas das coligações do governador e candidato à reeleição Rui Costa (PT) e do ex-prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo. O primeiro decidiu apostar na força das redes sociais. Já o segundo, na popularidade do prefeito ACM Neto (DEM). De maneira bem interativa o programa contou a história de Rui, as dificuldades enfrentadas durante a jornada e a superação de um homem que veio do bairro periférico de Salvador, a Liberdade, e conseguiu chegar ao posto de administrador do estado da Bahia. “Quem me viu criança sente orgulho. É como se o povo dividisse comigo o exercício de governar. Eu vim da periferia e as pessoas compartilham desse orgulho”, disse o governador.

A todo instante o programa remeteu o telespectador ao ambiente virtual e integrou uma turma presencial em diversos pontos do Estado. As pessoas foram devidamente marcadas com o símbolo de localização usado nas principais redes sociais.  Gente como a moradora de Lauro de Freitas, Irecê Paim. A eleitora de Rui Costa destaca porque vai colaborar para a reeleição do candidato. “Mudou o estado da Bahia, não é? Tem obra em todos os cantos e em todas as áreas”, atestou.

Já José Ronaldo focou em sua própria biografia e longa trajetória política. “Construí unidades de saúde, escolas e creches. Fiz grandes obras de mobilidade e sempre apoiei os mais humildes. Não roubo e nem irei roubar. Criei a lei da Ficha Limpa municipal e reduzi o meu salário de prefeito duas vezes”, destacou, em meio a depoimentos de eleitores em Feira de Santana. Em um trecho, Neto aparece dizendo que o democrata “é um cara do bem”. “Ao longo dessa campanha, você vai conhecer as propostas dele para mudar a Bahia”, completa, se referindo a Ronaldo, quatro vezes eleito prefeito de Feira de Santana. O vídeo também mostrou a vice do candidato, Mônica Bahia (PSDB), destacando a importância das mulheres na política.

Candidatos apostam na força das redes

O candidato João Santana (MDB) apostou em um vídeo com imagens dos problemas sociais da Bahia. Em um grande trabalho de edição, a equipe de marketing separou fotos de arquivo e manchetes em preto e branco com as notícias dos principais desafios do Estado. “Povo baiano, sou João Santana. Vou falar das minhas propostas, mas também quero ouvir as suas sugestões. Vamos debater os rumos do nosso Estado e achar as soluções para mudar de verdade e construir a Bahia que a gente quer”, disse chamando o público para a internet.

Os outros postulantes – a exemplo de Célia Sacramento (Rede) e Marcos Mendes (PSOL) -, com menos tempo de televisão, também usaram o espaço para chamar o eleitorado para acessar as redes sociais. Já João Henrique (PRTB), como anunciado, tentou colar a própria imagem no presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) usando um vídeo de celular onde aparece ao lado dele.

As propagandas eleitorais gratuitas serão veiculadas de segunda-feira a sábado, com duração de 25 minutos, sempre em dois horários: no rádio, das 7h às 7h25 e das 12h às 12h25, e na TV, das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55. Nas segundas, quartas e sextas-feiras serão veiculadas as propagandas dos candidatos a senador, deputado estadual e governador. Já nas terças, quintas e sábados, serão exibidos os programas eleitorais dos candidatos a presidente da República e deputado federal.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA