UFC 213

ES: Agricultores participam de demonstração de método de poda de cacau

ES: Agricultores participam de demonstração de método de poda de cacau

Cerca de 30 agricultores familiares de Governador Lindenberg, no Norte do Estado, participaram de uma demonstração de método de poda de cacau na última terça-feira (16). A atividade foi realizada no sítio do senhor Almerindo Valdir Birchler e foram apresentadas as técnicas de poda do cacaueiro a fim de incentivar a diversificação da produção no município.

O evento foi organizado pelo Escritório Local do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) do município, por iniciativa do extensionista Romer Luiz Hofmann. A finalidade foi demonstrar, na prática, a poda do cacaueiro, tanto de formação como de produção. A parte técnica foi conduzida por Lucas Calazans Santos, do Incaper de Sooretama.

O extensionista do Incaper Lucas Calazans abordou sobre a cultura do cacau de forma geral, da implantação à pós-colheita. Logo após, foi na lavoura do senhor Almerindo que todos aprenderam mais sobre a poda, especificamente. “Durante todo o tempo, o interesse dos agricultores familiares foi constante, com muitos questionamentos, comentários e troca de experiências”, contou Lucas.

Estiveram presentes Jair Antônio Toso, o chefe do ELDR de Governador Lindenberg, José Mauro Bonicenha, do ELDR de Linhares, e Jaques Perim, do ELDR de São Domingos do Norte, além de Fernando Colombo, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Governador Lindenberg.

“Ações voltadas à agricultura familiar também contribuem com o desenvolvimento do município. Há de se destacar também o senhor Almerindo e sua esposa Lenita Birchler, pela sua acolhida, intensa participação e empenho”, disse o extensionista Romer.

A cacauicultura ocupa uma área cultivada de 23.672 hectares no Espírito Santo, com uma produção de 5.467 toneladas de amêndoas, porém, há grandes desafios em toda a cadeia produtiva, como a praga Vassoura de Bruxa (VB). Pensando nisso, o Governo do Estado, buscando minimizar os problemas enfrentados pelos produtores rurais, lançou o Programa de Revitalização das Áreas Produtoras de Cacau do Espírito Santo, que tem como objetivo renovar as áreas em sistema de “Cabruca” afetadas pela doença, visando fornecer aos cacauicultores alternativas de restabelecimento da performance econômica, social e ambiental da atividade.

Recomenda-se a utilização de técnicas sustentáveis de produção, a implementação de pagamento por serviços ambientais, a utilização de variedades tolerantes a essa doença, com o plantio de mudas de qualidade, a capacitação de técnicos e produtores, bem como o direcionamento do fomento por meio da assistência técnica e do crédito rural.

 

Fonte: Incaper 

Veja também