Enem: Repertório cultural eleva as chances de sucesso na redação

Professora afirma que fazer citações a autores renomados é uma boa forma de enriquecer o texto e impressionar os avaliadores

A redação é uma das mais importantes – e temidas – etapas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Muitos candidatos já se preparam estudando as características do gênero dissertativo-argumentativo e buscando ampliar o domínio da modalidade formal da Língua Portuguesa, mas essas não são as únicas exigências para se obter uma boa pontuação. Os especialistas alertam que apresentar aos corretores um repertório cultural vasto também pode ser decisivo para o resultado final.

De modo geral, a aquisição desse repertório se dá por meio do hábito da leitura e também a busca por informações acerca de temas da atualidade, comprovando que o candidato é capaz de construir uma visão mais ampla e crítica do mundo em que vive. No texto, esse repertório se manifesta na forma com que o candidato articula e apresenta seus argumentos. Mas a professora dos cursos de Letras e Pedagogia no Centro Universitário Newton Paiva , Gleides Ander Nonato, aponta um atalho: as citações.

“É recomendável trazer expressões de autores que deixaram a sua marca na história, como filósofos, sociólogos, cientistas, historiadores, políticos, pessoas que se manifestaram a favor da vida, da ética, do respeito. Alguns dos temas que aparecem com frequência e são bem vistos pelos avaliadores são educação, combate ao preconceito, ou, ainda, as mudanças de comportamentos, sejam elas pessoais ou sociais”, avalia a professora.

Gleides traz ainda uma lista de autores que devem estar no radar dos alunos. São eles: Aristóteles, Platão, Sócrates, Voltaire, Friedrich Nietzsche, Mahatma Gandhi, Martin Luther King Jr, entre muitos outros cujas contribuições são reconhecidas. Para fazer as citações, é preciso ter o nome e profissão do autor.

A especialista alerta, porém, que a utilização deste recurso exige alguns cuidados, como a distinção entre citações diretas e indiretas. “Se o candidato tem a frase memorizada exatamente como foi dita ou publicada originalmente, é importante usar as aspas. Caso seja uma paráfrase ou citação indireta, elas não são necessárias”, orienta a professora da Newton Paiva.

Além disso, é importante que a menção a autores seja feita com cautela na redação. A professora Gleides recomenda que elas sejam usadas somente quando o candidato tiver certeza sobre os créditos e quando realmente forem agregar à argumentação proposta. Caso contrário, a utilização desse recurso pode acabar poluindo o texto e tornando-o confuso, prejudicando a nota final e os resultados pretendidos com o exame.

Sobre o Centro Universitário Newton Paiva

Com 49 anos de história, três modernos complexos em Belo Horizonte (MG) e mais de 80% do corpo docente formado por mestres e doutores, a Newton está entre as principais instituições de ensino superior de Minas Gerais. A Newton oferece cursos de graduação, pós-graduação e a distância nas áreas de ciências exatas, tecnologia, saúde, comunicação, ciências sociais e direito, além de programas de iniciação científica e de extensão e cursos livres online e presenciais. Consagrada pela alta qualidade acadêmica e excelente infraestrutura, conta com avançados laboratórios, núcleos de prática em diversas áreas do conhecimento e centros de inovação como o Fab Lab Newton, CNE – Centro Newton de Empreendedorismo, CEJU – Centro de Exercício Jurídico, NPCont – Núcleo de Práticas Contábeis e o Smart Campus – primeiro campus inteligente do estado. Os estudantes dos cursos de saúde, por exemplo, contam com as clínicas-escolas de Odontologia, Psicologia, Fisioterapia, Enfermagem, Farmácia, Estética e a Clínica de Veterinária. Nesses espaços, orientados pelos professores, os estudantes aplicam na prática o conhecimento adquirido em sala de aula e prestam serviços para a população, e os alunos de Arquitetura e Urbanismo contam com o escritório-modelo, Studio N. Além da reconhecida qualidade de ensino e de privilegiar a prática, a Newton investe permanentemente no relacionamento com o mercado, firmando importantes parcerias para proporcionar a seus alunos as melhores perspectivas e oportunidades profissionais, incluindo convênios e acordos com instituições educacionais internacionais.

Como parte de seu compromisso de promover a reflexão e incentivar uma mudança de atitude com relação ao desenvolvimento sustentável, à consciência ambiental e ao consumo consciente, a Newton apoia e promove os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma agenda firmada em 2015 por 193 países junto à ONU, para acabar com a pobreza, lutar contra as desigualdades e a injustiça e combater as mudanças climáticas até 2030.

Programa Estado Solidário