‘Em casa’ no Chile, brasileiro espera apoio em primeiro UFC no país; veja

Filho de mãe brasileira e pai chileno, Vicente Luque entra em ação no UFC Chile, que será realizado neste sábado (19); brasileiro encara canadense visando segunda vitória seguida.

Vindo de boa vitória em sua última apresentação pelo Ultimate, quando finalizou Niko Price no segundo round, Vicente Luque parte para mais um desafio na organização. Neste sábado (19), pelo UFC Chile, o brasileiro encara o canadense Chad Laprise buscando o segundo triunfo para tentar embalar novamente na divisão meio-médio.

Desde que estreou pelo UFC, em 2015, Vicente chegou a emplacar quatro vitórias consecutivas, no entanto, teve sua sequência positiva interrompida ao ser derrotado por Leon Edwards, em março do ano passado. Disposto a integrar o Top 15 de sua categoria, Luque tem um importante combustível em busca da vitória: filho de mãe brasileira e pai chileno, o lutador também tem familiares no Chile, incluindo avó, tios e primos. Desta forma, espera contar com o apoio dos torcedores locais para sair vitorioso diante de Laprise.

– Espero contar com o apoio dos torcedores chilenos, sim. Sou muito próximo ao país, meu pai nasceu no Chile e tenho familiares que moram aqui, inclusive minha avó, que não vejo há mais de 10 anos e vou poder reencontrar agora, depois da luta. Vai ser muito especial lutar aqui por conta dessa proximidade. Espero ter meu nome gritado pelos torcedores chilenos – disse Vicente.

Confira a entrevista completa com Vicente Luque:

– Preparação para o combate diante de Chad Laprise

Tive um bom tempo para me preparar visando essa luta contra o Chad Laprise e o camp foi o melhor possível. Trabalhamos diversas variações, tanto em pé quanto no chão, e também procuramos observar bastante o jogo dele. Claro que o que vai prevalecer é o meu jogo e a minha estratégia, não vou lutar de acordo com o estilo dele, e sim do meu. Mas é sempre importante conhecer bem o nosso oponente.

– Expectativa visando mais uma sequência positiva no UFC

A confiança está muito boa para emplacar mais uma boa vitória. Meu pensamento é entrar no ranking da minha categoria o mais rápido possível, e sei que vou conseguir com vitórias convincentes. Na minha última luta, finalizei no segundo round, então quero mais uma boa vitória no sábado para seguir bem na divisão

– Análise sobre o oponente

É um cara que vem em um momento muito bom no UFC, vem de três vitórias consecutivas, as três por nocaute, então vem bem embalado. Por isso, trabalhei bastante o meu jogo de chão, minhas quedas, para estar bem afiado. Mas é claro que fortaleci bastante o meu jogo em pé também. Estou pronto em todas as áreas e sei que posso vencer em qualquer situação.

– Com a vitória, espera ir para o Top 15 dos meio-médios?

Não sei se a vitória no sábado me coloca diretamente no ranking, por isso é importante vencer de forma convincente, com uma finalização ou nocaute. Trabalhei muito bem e sei que posso vencer de ambas as formas. Espero muito chegar ao ranking em caso de vitória, mas caso não chegue, espero ficar bem próximo disso.

– Planejamento para o restante do ano

Eu estou sempre procurando lutar o máximo, estar bem ativo, mas nem sempre conseguimos por determinados motivos. Lutei pela última vez em outubro, estou lutando pela primeira vez em 2018 em maio, então eu planejo lutar pelo menos mais duas vezes. Seria o ideal para mim.

CARD COMPLETO:

UFC Fight Night 129
Santiago, no Chile
Sábado, 19 de maio de 2018

Card principal
Demian Maia x Kamaru Usman
Alexa Grasso x Tatiana Suarez
Jared Cannonier x Dominick Reyes
Diego Rivas x Guido Cannetti
Veronica Macedo x Andrea Lee
Vicente Luque x Chad Laprise

Card preliminar
Zak Cummings x Michel Trator
Brandon Moreno x Alexandre Pantoja
Poliana Botelho x Syuri Kondo
Gabriel Benítez x Humberto Bandenay
Henry Briones x Frankie Saenz
Claudio Puelles x Felipe Silva
Enrique Barzola x Brandon Davis

JIU JITSU FERNANDO MEIRA