Cidade chinesa de Tianjin impõe lockdown para 2,1 milhões de pessoas

Na China toda, já são 22 milhões de pessoas isoladas em suas casas por conta dos surtos de Covid-19 pelo país

photo via REUTERS

A cidade de Tianjin, na China, impôs nesta quarta-feira (12) lockdown para três distritos, o que afeta 2,1 milhões de habitantes, segundo o governo municipal.

A medida é aplicada depois que a cidade registrou um número total de 137 infecções desde que os casos locais de Ômicron foram detectados pela primeira vez, no último domingo (9).

Depois que a cidade colocou várias comunidades sob bloqueio estrito, no domingo, as autoridades de Tianjin restringiram ainda mais a circulação de pessoas em três distritos onde foi detectada a maior parte das infecções.

Isso significa que 2,1 milhões de pessoas estão impedidas de sair de casa. Todos os restaurantes e equipamentos públicos de entretenimento foram fechados.

As aulas presenciais foram suspensas e as faculdades foram fechadas. Os alunos que moram nos campi foram proibidos de saírem, anunciou o governo local nesta quarta.

A China inteira tem um total de 22 milhões de pessoas em quatro cidades chinesas trancadas em suas casas devido aos surtos de Covid-19.

Fonte: CNN