GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Câmara reverencia Dia da Consciência Negra com sessão especial

Sepromi apresentou ações da Bahia

Uma sessão especial na Câmara dos Deputados ontem (19) marcou as homenagens ao Dia da Consciência Negra, que é celebrado nesta quarta (20). Com a participação da titular da Secretaria Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, o evento reuniu lideranças do movimento negro de diferentes regiões do país e apresentou dados de atuação da pasta na Bahia. O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) destacou as ações da Sepromi e a vitória do movimento negro em ter uma militante à frente da Secretaria. “Temos de reconhecer o trabalho realizado por toda a equipe. Neste mês de novembro, inúmeros projetos serão apresentados em desenvolvimento da comunidade negra na capital e na Bahia em geral e isso enaltece a luta por igualdade, contra o racismo e a intolerância religiosa”, salienta.

Valmir aponta que já na semana que vem, no dia 25, acontece a segunda ‘Semana Moa do Katendê’, momento que será assinado um termo de cooperação entre a Sepromi e a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA). “Mestre Moa foi assassinado em virtude do ódio pregado por Bolsonaro, é um herói para todos os baianos. Na semana em sua homenagem, o governo da Bahia vai abrir políticas que combatem o racismo e capacitem os agentes de segurança acerca deste problema”, frisa Assunção. Na sequência, no dia 26, o Dique do Tororó, em Salvador, recebe a inauguração de um monumento em homenagem a Mestre Moa. Já no dia 27, o Sistema Estadual de Igualdade Racial abre sua reunião para discutir políticas públicas para o povo negro baiano. Na oportunidade, a ex-ministra Nilma Lino será homenageada.

No dia 28, acontece o encontro entre a Comissão de Direitos Humanos e Igualdade da Assembleia Legislativa da Bahia e a Sepromi, além de religiosos das mais diversas matrizes para debater o direito constitucional à liberdade religiosa e a laicidade do estado. Para o dia 30, Salvador vai receber a Marcha do Empoderamento Crespo e já em dezembro, no dia 1º, acontece a Caminhada dos Povos de Terreiro do Subúrbio. “O mês de novembro é um mês para visibilizar uma ancestralidade, é o mês para visibilizar o trabalho e a luta cotidiana de brasileiros e brasileiras afro brasileiros, 56% da nossa população. Na Bahia somos 82%, é a nossa ‘Roma negra’”, diz a secretária Fabya Reis.

Fonte: Tribuna da Bahia

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia