Bahia sofre derrota por 2 a 1 para o Vasco

O resultado encerrou o jejum de cinco jogos sem triunfo do Vasco, que havia vencido apenas uma das últimas 11 partidas na competição.

Foi suado, muito mais na base do esforço do que da inspiração, mas o Vasco voltou a vencer nesta segunda-feira (24). No fechamento da 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro, o time carioca recebeu o Bahia, teve muita dificuldade mesmo com um jogador a mais durante boa parte do duelo, mas arrancou um importantíssimo triunfo por 2 a 1 que o tira da zona do rebaixamento,

O resultado encerrou o jejum de cinco jogos sem triunfo do Vasco, que havia vencido apenas uma das últimas 11 partidas na competição. E ele aconteceu graças a Martín Silva, que fechou o gol no início do confronto, e Yago Pikachu, que marcou um gol de pênalti e deu assistência para Marrony selar o placar.

Também foi fundamental a vantagem numérica, após Douglas Friedrich cometer pênalti e ser expulso no primeiro tempo, quando o Bahia era superior. Independente das circunstâncias, o que importava mesmo era a vitória, que levou o Vasco a 28 pontos, em 16.º, mesmo número da Chapecoense, mas com vantagem no saldo de gols.

De quebra, o time ainda se aproximou do próprio Bahia, que tem 29 pontos e está apenas em 15.º. Na próxima rodada, a equipe tricolor enfrenta o Flamengo, sábado, na Fonte Nova. Dois dias depois, o Vasco visita o Paraná, do Durival de Britto.

A torcida do Vasco aderiu aos pedidos de Alberto Valentim, compareceu em peso e empurrou nesta segunda, mas teve a paciência testada no primeiro tempo. O Bahia tomou conta das ações e demorou apenas um minuto para levar perigo com Gilberto. Aos três, Castán errou na tentativa de afastar e tocou no pé de Paulinho, que passou por Luiz Gustavo e exigiu grande defesa de Martín Silva.

O Vasco era completamente dominado por um Bahia agressivo e que só não abriu o placar por causa de uma atuação inspirada de Martín Silva. Aos cinco minutos, Élber fez grande jogada pela direita, passou como quis por Ramon e cruzou com perfeição para Gilberto, que finalizou quase da pequena área e exigiu defesa impressionante do uruguaio.

Quando a torcida já começava a chiar, o Vasco encaixou a marcação e diminuiu o ritmo do adversário, mas não conseguia ser perigoso. Até que, aos 28 minutos, Ríos dividiu com a defesa do Bahia e, ao tentar driblar Douglas, recebeu uma entrada duríssima na altura do joelho. O árbitro marcou pênalti e expulsou o goleiro. Yago Pikachu deslocou o reserva Fernando e abriu o placar na primeira finalização da equipe.

Com um a mais e embalado pelo gol, o Vasco parecia dominar o adversário, mas bastou um erro para tudo ir por água abaixo. Aos 48 minutos, o Bahia roubou a bola na defesa, Gilberto recebeu em velocidade, cortou para o meio e bateu. Um desvio em Castán ainda matou Martín Silva.

Quando esperava-se um Vasco esmorecido, porém, o time da casa voltou com tudo para o segundo tempo. Aos dois minutos, Giovanni Augusto, que acabara de entrar, cruzou da direita e Maxi López tocou de letra, rente à trave. Três minutos mais tarde, o mesmo Giovanni Augusto puxou contra-ataque e tocou para Fabrício, que arriscou de primeira e exigiu boa defesa de Fernando.

Mas parou por aí. Sem inspiração, os anfitriões tinham muita dificuldade para furar o bloqueio de um Bahia que se encontrou em campo e ainda era perigoso nos contra-ataques, mesmo com um a menos. Desta vez, era o time visitante que parecia ter o controle, quando o Vasco voltou à frente. Pikachu cruzou da direita e Marrony subiu para cabecear para a rede, aos 32 minutos. Daí em diante, foi só segurar a liderança e fazer a festa da torcida.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA