PIRAÍ DO NORTE

Amanda Nunes faz luta segura, domina Germaine de Randamie e defende cinturão no UFC 245

Brasileira se aproveita de falhas em defesas de queda holandesa e vence desafiante por pontos em uma das principais disputas da noite .

A. Nunes volta a defender título no UFC 245. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

A brasileira Amanda Nunes mostrou competência para manter o título das galos no UFC 245, ocorrido neste sábado (14), em Las Vegas (EUA). Em disputa com Germaine de Randamie, a baiana seguiu à risca a estratégia traçada pela sua equipe, dominou a rival no solo e derrotou a holandesa na decisão unânime dos juízes (49-44, 49-45, 49-46).

Com um verdadeiro show no primeiro round, Amanda parecia que não teria dificuldades em liquidar a fatura. No entanto, Germaine mostrou que não estava de passagem no card mais aguardado do ano. A holandesa chegou a assustar a baiana com alguns duros golpes em pé no segundo round, o que fez com que a baiana levasse o combate para o chão na maioria do tempo.

Com a vitória, Amanda igualou o recorde de cinco defesas de cinturão, que pertence a Ronda Rousey (primeira campeã do Ultimate).

A luta
O duelo começou com Amanda lançando uma bomba de direita nos segundos iniciais. A holandesa imediatamente recuou e Nunes deu início a um verdadeiro pesadelo sobre a desafiante. Pressionando a adversária, a ‘Leoa’ não encontrou dificuldades em derrubar a adversária e começou a golpear Germaine de cima para baixo. Visivelmente superior, Amanda golpeava com facilidade, enquanto Randamie se mantinha fechada tentando evitar o nocaute. Após quase cinco minutos de sufoco, a baiana arriscou uma finalização, mas não havia mais tempo.

No segundo assalto, Germaine parecia tentar recuperar o prejuízo. A holandesa começava a caminhar para cima da brasileira, que atuava de costas para a grade. Em desvantagem, Nunes voltou a levar o combate para o chão e passou novamente a golpear a rival. Sem ação no chão, o árbitro pediu para que a luta retornasse de pé. Levantada, a brasileira voltou a tomar sufoco de Germaine e acabou sofrendo um duro golpe na cabeça. Novamente no prejuízo, a ‘Leoa’ voltou a derrubar a adversária. Por cima, a pojucana arriscou alguns golpes mas o cronômetro zerou.

As atletas voltaram para o combate trocando golpes no centro do octógono. Com nova estratégia, Amanda levou o combate para o chão no minuto inicial e começou aplicar cotoveladas de cima para baixo logo no começo da etapa. Enquanto a brasileira tentava atacar, a holandesa se defendia como podia. A pojucana começou a alternar entre golpes na linha de cintura e a cabeça de Randamie. Por baixo, Germaine mostrava perigo em pedaladas desferidas de baixo para cima. Algumas chegaram a assustar a brasileira. Nos segundos finais, a holandesa tentou se levantar, mas voltou a ser levada para o chão em seguida.

No quarto assalto, Germaine assustou com uma bomba de direita, que passou no vazio. Amanda arriscou um chute baixo e logo voltou à estratégia e derrubou a rival. No chão, a holandesa tentava travar as ações de Nunes para que o árbitro interrompesse o duelo e solicitasse que a batalha voltasse a ser disputada de pé. Amanda tentava desferir cotoveladas, enquanto Randamie se defendia. A holandesa se mostrava frágil no chão e buscava insistentemente amarrar o duelo no solo. Passados três minutos, a holandesa quase surpreendeu a brasileira com uma tentativa de chave de braço. A ‘Leoa’, no entanto, usou seu jiu-jitsu para sair da situação. Após a investida de Germaine, Amanda voltou a aplicar uma queda. No minuto final, o ímpeto das atletas já não era mais o mesmo e o combate acabou ficando frio.

Para o último assalto, a holandesa precisava recuperar dos rounds perdidos anteriormente. A desafiante foi para cima, mas acabou cedendo uma nova queda para a brasileira. No chão, Nunes seguia o plano de atacar a rival de cima para baixo e permanecia pontuando. O duelo seguiu totalmente controlado pela pojucana.

Resultados do UFC 245
CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio (até 77kg.): Kamaru Usman derrotou Colby Covington por nocaute técnico a 4m10s do R5 – luta por cinturão

Peso pena (até 65,7kg.): Alexander Volkanovski derrotou Max Holloway na decisão unânime dos juízes (48-47 48-47 50-45) – luta por cinturão

Peso galo (até 61,2kg.): Amanda Nunes derrotou Germaine de Randamie na decisão unânime dos juízes (49-44, 49-45, 49-46) – luta por cinturão

Peso galo (até 61,2kg.): Marlon Moraes derrotou José Aldo na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso galo (até 61,2kg.): Petr Yan derrotou Urijah Faber por nocaute a 0m43s do R3

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio (até 77kg.): Geoff Neal derrotou Mike Perry por nocaute a 1m30s do R1

Peso galo (até 61,2kg.): Irene Aldana derrotou Ketlen Vieira por nocaute a 4m51s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Omari Akhmedov derrotou Ian Heinisch na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso meio-médio: Matt Brown derrotou Ben Saunders por nocaute a 4m55s do R2

Peso pena (até 65,7kg.): Chase Hooper derrotou Daniel Teymur por nocaute a 4m34s do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Brandon Moreno derrotou Kai-Kara France na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso mosca (até 56,7kg.): Jessica Eye derrotou Viviane Araújo na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg.): Punahele Soriano derrotou Oskar Piechota por nocaute a 3m17s do R1

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia