Marlon Moraes vence José Aldo em batalha no UFC 245

Brasileiros promovem espetáculo equilibrado no card norte-americano e friburguense leva a melhor sobre manauara na decisão dividida

Marlon-Moraes-vence-Jos%C3%A9-Aldo-em-batalha-no-UFC-245 Marlon Moraes vence José Aldo em batalha no UFC 245

A expectativa era grande e o duelo 100% brasileiro correspondeu as expectativas. Marlon Moraes e José Aldo travaram uma verdadeira batalha no card principal do UFC 245, realizado neste sábado (14). Em batalha tensa e muito equilibrada durante 15 minutos, o friburguense fez valer o favoritismo e saiu vencedor sobre o manauara na decisão dividida dos juízes (29-28 28-29 29-28).

O encontro entre Marlon e Aldo, além de um duelo entre ídolos tupiniquins, marcava o início do sonho de José em disputar um título em uma nova categoria do Ultimate. Contra Moraes, o manauara precisava vencer e convencer para conquistar o direito de desafiar Henry Cejudo pelo cinturão dos galos.

Mesmo com susto no início, Aldo mostrou grande forma se mostrou um adversário à altura do primeiro colocado no ranking. No entanto, após três assaltos muito disputados, o ‘Campeão do Povo’ foi declarado derrotado na decisão dividida dos juízes.

A luta
Logo nos segundos iniciais, Marlon assustou Aldo com dois chutes altos que balançaram o manauara. José sorriu e tentou logo se recompor no combate. Moraes permanecia perseguindo o ex-campeão dos penas e continuava insistindo nos chutes na cabeça. O duelo permanecia tenso com os lutadores se movimentando no centro do octógono. Passados três minutos, o friburguense seguia desferindo os melhores ataques, enquanto Aldo tentava retrucar as investidas do compatriota, mas sem sucesso. Mesmo em desvantagem, José continuava caminhando para cima de Marlon, que tocava com facilidade o rosto do ‘Campeão do Povo’. Restando 30 segundos para o fim do assalto, os atletas partiram para a trocação franca e, no fim, Moraes conseguiu uma boa queda, mas não havia mais tempo.

Aldo voltou para o segundo round precisando recuperar o prejuízo da etapa inicial. O manauara arriscou jabs e golpes na região do estômago de Marlon tentando pontuar no combate. José continuava encurtando a distância e fazendo com que o friburguense atuasse de costas para a grade. Moraes continuava perigoso quando atacava, mas o atleta mostrava menos ímpeto no assalto. Ligeiramente melhor, Aldo começava a se soltar na disputa. Os golpes do ‘Campeão do Povo’ começaram a entrar com mais frequência em sequência de jabs e direto. Mais acuado, Marlon já apresentava um corte no olho esquerdo, consequência dos ataques do manauara. Nos segundos finais, Moraes voltou a crescer no embate e surpreendeu José com um direto no rosto, mas o cronômetro zerou.

Na etapa final, os atletas precisavam entregar tudo para garantirem a vitória. José tomou a iniciativa desferindo um direto no rosto de Marlon, que imediatamente respondeu. Passado um minuto, Marlon conectou três jabs em sequência, tocando o rosto do manauara. A luta permanecia tensa. Os atletas se movimentavam em torno do octógono buscando o melhor momento para desferir o melhor golpe. A disputa se mostrava parelha conforme o tempo corria. Os atletas mostravam concentração e mostravam perigo nos contra-ataques. Como nos assaltos iniciais, Aldo permanecia caminhando para cima do compatriota. No minuto final, um chute baixo de Marlon explodiu na coxa esquerda de José, mas o manauara continuava se mostrando inteiro no duelo.

Fonte: Super Lutas