GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Vilas-Boas prevê que junho e julho serão ‘muito piores’ que maio e abril na pandemia

Secretário da Saúde da Bahia fez previsão de índices da pandemia no estado e que o Estado continuará usando as forças de segurança para coibir festas e aglomerações

O Secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, fez uma projeção nesta quarta-feira (2) de que os meses de junho e julho, devido ao período do São João e a possibilidade de haver viagens para as cidades do interior do estado, mesmo com o feriado cancelado, serão “muito piores” do que foram maio e abril na pandemia da Covid-19, correndo o risco de um pico de aumento de casos 20 dias após os festejos juninos.

“Acho que os meses de junho e julho serão muito piores do que foram maio e abril. Sabemos que haverá uma migração de pessoas para a zona rural, mesmo com o feriado cancelado, e é provável que tenhamos um pico 20 dias depois do São João e do São Pedro”, escreveu eu seu perfil no Twitter, ao compartilhar trecho de uma entrevista ao jornal A Tarde.

Vilas-Boas disse ainda que o que o Estado pode fazer é usar as forças de segurança do para coibir festas e aglomerações. “O que podemos fazer nós já fizemos. Daqui para frente é usar as forças de segurança do estado para coibir festas e aglomerações”, completou o secretário.