GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

UFC 266: Em luta histórica, Alexander Volkanovski vence Brian Ortega por unanimidade

Australiano domina o duelo na luta em pé, resiste às tentativas de finalização do desafiante nas quais quase foi superado e defende seu cinturão pela segunda vez

Em uma luta que ficará para a história do peso-pena do UFC, o australiano Alexander Volkanovski defendeu seu cinturão da categoria pela segunda vez ao derrotar o americano Brian Ortega por decisão unânime dos juízes (49-46, 50-45 e 50-44). Os dois lutadores vinham de muita animosidade desde as gravações do TUF 29, e deram um grande espetáculo para os fãs presentes ao UFC 266 em Las Vegas (EUA).

Alexander Volkanovski defendeu o cinturão peso-pena no UFC 266 — Foto: Getty Images
Alexander Volkanovski defendeu o cinturão peso-pena no UFC 266 — Foto: Getty Images

Após Ortega entrar com uma máscara estilosa junto à sua equipe, a luta começou com Volkanovski conectando melhores golpes no rosto de Ortega, que tentava achar o campeão, mas não conseguia por conta da sua melhor movimentação e controle de distância. O australiano acertava chutes nas pernas do americano e atacava com mais velocidade, aproveitando também a sua maior envergadura.

Alexander Volkanovski castigou duramente Brian Ortega na luta em pé no UFC 266 — Foto: Getty Images
Alexander Volkanovski castigou duramente Brian Ortega na luta em pé no UFC 266 — Foto: Getty Images

Brian Ortega voltou mais agressivo para o segundo round, conectando mais golpes e chutes nas pernas de Volkanovski. O campeão mantinha a sua movimentação e os ataques que havia feito no primeiro round. A velocidade de ataque do australiano incomodava Ortega, que não conseguia evitar os golpes e nem se aproximar, pois era recebido com jabs potentes e chutes nas pernas.

Brian Ortega teve chance de finalizar Alexander Volkanovski no UFC 266, mas o australiano resistiu — Foto: Getty Images
Brian Ortega teve chance de finalizar Alexander Volkanovski no UFC 266, mas o australiano resistiu — Foto: Getty Images

O terceiro round foi muito mais movimentado que os dois anteriores. Após um começo similar, o panorama da luta se alterou quando Ortega conseguiu derrubar Volkanovski e encaixar uma guilhotina muito justa. O campeão conseguiu resistir e raspar, ficando por cima do americano. Ortega rapidamente encaixou um triângulo, mas o australiano mais uma vez livrou-se e ficou por cima, castigando o desafiante até o intervalo, mostrando muita resistência e raça para não ser finalizado. No intervalo, Ortega teve de ser atendido pelo médico por conta das lesões nos olhos.

Alexander Volkanovski mostrou muita raça e resistência física contra Brian Ortega no UFC 266 — Foto: Getty Images

Na volta para o quarto round, Volkanovski repetiu a estratégia de aplicar chutes nas pernas e golpear aproveitando a sua maior envergadura, mas Ortega mais uma vez buscou encurtar a distância e tentou encaixar um triângulo de mão. O campeão se defendeu, inverteu a posição e ficou por cima, passando a aplicar um potente “ground and pound”. Ortega tentava encaixar posições para buscar a finalização, mas o australiano seguia resistindo e atacando no chão. Muito machucado, o americano resistia bravamente ao castigo.

Mais inteiro fisicamente, Volkanovski iniciou o quinto e último round no ataque, golpeando Ortega em velocidade, entrando e saindo do raio de ação do americano. Os dois lutadores sentiam o cansaço, mas mantinham a postura ofensiva, buscando o combate. Volkanovski se protegia dos ataques do americano e andava para a frente constantemente. Nos segundos finais, os dois atletas se entregaram a luta, levantando o público e arrancando aplausos ao fim do tempo.

Confira todos os resultados do evento:

CARD PRINCIPAL
Alexander Volkanovski venceu Brian Ortega por decisão unânime (49-46, 50-45 e 50-44)
Valentina Shevchenko venceu Lauren Murphy por nocaute técnico aos 4m do R4
Robbie Lawler venceu Nick Diaz por nocaute técnico aos 44s do R3
Curtis Blaydes venceu Jairzinho Rozenstruik por decisão unânime (triplo 30-27)
Jéssica Bate-Estaca venceu Cynthia Calvillo por nocaute técnico aos 4m54s do R1

CARD PRELIMINAR
Merab Dvalishvili venceu Marlon Moraes por nocaute técnico aos 4m25s do R2
Dan Hooker venceu Nasrat Haqparast por decisão unânime (30-27, 30-27 e 30-26)
Chris Daukaus venceu Shamil Abdurakhimov por nocaute técnico a 1m23s do R2
Taila Santos venceu Roxanne Modafferi por decisão unânime (triplo 30-27)
Jalin Turner venceu Uros Medic por finalização aos 4m01s do R1
Nick Maximov venceu Cody Brundage por decisão unânime (triplo 29-28)
Matthew Semelsberger venceu Martin Sano Jr. por nocaute aos 15s do R1
Jonathan Pearce venceu Omar Morales por finalização aos 3m31s do R2

Programa Estado Solidário