Tupâ: Justiça afasta vereador investigado pelo Ministério Público

Um dia antes, Tiago Matias (PRP) já havia pedido afastamento do cargo para ‘se dedicar à defesa’. Promotoria abriu inquérito por suspeita de improbidade administrativa e corrupção.

A Justiça de Tupã (SP) determinou nesta quarta-feira (21) o afastamento do vereador Tiago Matias (PRP) de seu cargo, atendendo a pedido do Ministério Público (MP). A promotoria abriu inquérito para investigar o parlamentar por suspeita de improbidade administrativa e corrupção passiva.

Um dia antes, na terça-feira (19), o próprio vereador já havia protocolado na Câmara pedido de afastamento do cargo sob a justificativa de “se dedicar 100% à defesa” sobre a denúncia que ele classificou como uma “ardilosa armação”. O suplente Luiz Alves (PC do B) deverá assumir o cargo.

Tiago Matias, de 30 anos, foi eleito com 831 votos e é o mais jovem vereador da atual legislatura de Tupã. Além de pedir à Justiça o afastamento do parlamentar, o MP também indicou que a Câmara aprove uma CEI (Comissão Especial de Investigação) para apurar as denúncias.

Matias é investigado após denúncia feita por um ex-assessor que acusa o vereador de pedir pagamento de parte de seu salário caso ele assumisse um cargo de secretário na prefeitura de Tupã. O vereador do PRP integra a base de apoio ao prefeito Ricardo Raymundo (PV).

Fonte: G1
JIU JITSU FERNANDO MEIRA