UFC 213

Temer define novo diretor-geral da PF

Delegado Fernando Segóvia substitui Leandro Daiello

O presidente Michel Temer (PMDB) oficializa às 15h desta quarta-feira (8), a nomeação do delegado de carreira Fernando Segóvia para diretor-geral da Polícia Federal, substituindo o também delegado Leandro Daiello. Segóvia irá ao gabinete do presidente acompanhado do ministro da Justiça, Torquato Jardim, a quem a PF é subordinada.

O governo assume o compromisso de não haver nenhuma mudança e interferência nos rumos da Lava Jato.

A saída de Daiello vem sendo negociada desde quando Alexandre de Moraes ainda era titular do ministério. Daiello se diz cansado, sob pressão da família e com a sensação de que já fez tudo o que tinha de fazer à frente do cargo.

Segóvia tem larga experiência em inteligência de fronteiras, questão considerada prioritária pelo governo no combate ao crime organizado. Ele foi também adido da PF na África do Sul e superintendente regional no Maranhão. Formou-se em Direito na Universidade de Brasília (UnB) e tem 22 anos de carreira.

Outro nome fortemente cogitado foi o do delegado Rogério Galloro, atual diretor executivo da PF e ex-adido em Washington. Ele, porém, assume a diretoria Américas da Interpol depois de obter 137 dos 140 votos dos países membros da entidade, em votação em Pequim, na China, há três semanas.

Veja também